A petrolífera brasileira Petrobras anunciou um corte de 32 mil milhões de dólares (29,34 mil milhões de euros) no seu plano de investimentos até 2019.

O novo plano da Petrobras para o período 2015-2019, anunciado num comunicado da empresa, prevê investimentos no valor de 98 mil milhões de dólares, contra os 130,3 mil milhões de dólares anunciados em junho de 2015.

“O corte é decorrente da otimização do portfólio de projetos, cujo orçamento foi reduzido em 21,2 mil milhões de dólares, e do efeito cambial”, justifica a companhia.

Na área de exploração e produção, o novo plano prevê o investimento de 80 mil milhões de dólares, contra os 108,6 mil milhões de dólares anunciados anteriormente, enquanto na área do abastecimento a Petrobras prevê investir 10,9 mil milhões de dólares; na divisão de gás e energia 5,4 mil milhões de dólares, e 2,1 mil milhões de dólares em outras áreas.

Os ajustes no investimento resultaram de uma baixa da projeção de produção de petróleo no Brasil para este ano. Segundo a Petrobras, a produção prevista de 2,18 milhões de barris por dia deve baixar para 2,14 milhões de barris por dia em 2016.

Para 2020, a empresa prevê uma redução da produção de 2,8 milhões de barris por dia para 2,7 milhões de barris por dia.