531kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Afinal, o que é que o abacate tem?

Este artigo tem mais de 5 anos

Batidos, panquecas, gelados e cervejas... à base de abacate. O fruto que ajuda a reduzir a inflamação das articulações, entre outros benefícios, está na mó de cima e reina entre tachos e panelas.

i

Elena Elisseeva

Elena Elisseeva

2015 parece ter sido o ano do abacate e, pelos vistos, pouco mudou desde então. Nos últimos 12 meses o mundo acordou para uma nova realidade: afinal, o abacate serve para mais do que fazer apenas guacamole. Prova disso são as muitas receitas que circulam na internet, bem como na imprensa internacional, desde as tostas e panquecas às saladas, batidos e cheesecakes… de abacate. 

Verdade seja dita, até o Observador se “vergou” ao fruto exótico, ao publicar as receitas para uma mousse de chocolate e abacate e uma tosta picante de abacate e pepino. Não é por acaso que este foi o alimento mais referenciado na rede social Pinterest nos últimos 12 meses.

À falta de imaginação entre tachos e panelas, é de referir que existem livros que podem funcionar em formato S.O.S, com a literatura gastronómica apostada em alimentação saudável a prestar atenção à crescente popularidade do fruto. São exemplo as obras As Delícias de EllaNatural — O Grande Livro da Cozinha Vegetariana, sobre as quais escrevemos no passado mês de outubro.

https://www.instagram.com/p/BAo4Y-CuZih/

Mais, por estes dias também corre a novidade de que o Marks & Spencer, no Reino Unido, vai vender mini abacates no sentido de continuar a responder à procura do público. E que procura. Uma notícia de finais de dezembro dava conta que os britânicos gastaram 142 milhões de libras (perto de 186 milhões de euros) no último ano — mais 9 milhões de libras (12 milhões) do que o valor total gasto em… laranjas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os valores são o reflexo de uma mudança de hábitos, cujo contributo máximo terá sido o empenho de chefs como Nigella Lawson, que já fez questão de destacar os benefícios do abacate nos seus programas. Mas são também as celebridades como Taylor Swift e Cara Delevingne que trazem-no para dentro das cozinhas dos comuns mortais de cada vez que partilham fotografias nas redes sociais a comer o respetivo fruto.

É mesmo caso para tanto frenesim, com o abacate a ter direito a uma receita própria de cerveja, resultado da imaginação de uma cervejaria de Los Angeles, e a ser, inclusive, transformado numa sobremesa bem fresca: desde janeiro que existe nos Estados Unidos da América o primeiro gelado feito à base de abacate.

Não há meio de a imaginação (e a devoção) cessar, até porque o abacate tem feito furor longe de cozinhas mais e menos famosas, ao passar para a pele de quem encontra no fruto exótico um conforto não só gastronómico mas também visual. Isto porque, ao que parece, está na moda tatuar a sua forma irregular, meio ovular. Foi o que fez a cantora pop Miley Cyrus num dos braços — a imagem agora vitalícia (até nota em contrário) vem juntar-se às cerca de 20 tatuagens que a artista já leva no corpo.

? Dear Avocado, I love you so much ? @laurenwinzer givezzzz me gooseyz

Uma foto publicada por Miley Cyrus (@mileycyrus) a

Mas, afinal, o que é que o abacate tem? Em setembro de 2015, o Observador escrevia que o abacate é uma fruta com vários benefícios conhecidos, como o de ajudar a reduzir a inflamação das articulações e a estabilizar a frequência cardíaca, não obstante apresentar um alto teor de gordura. E além de ser uma grande fonte de vitaminas e sais minerais, pode ajudar a reduzir o colesterol, a prevenir cancros e é uma fonte de ácido fólico, uma vitamina que previne anomalias congénitas no primeiro trimestre da gestação. A isso soma-se o facto de ser um contributo quando em causa estão dores corporais.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.