Mais 672 pessoas beneficiaram do Complemento Solidário para Idosos (CSI) em dezembro, face a novembro, segundo dados do Instituto da Segurança Social (ISS) divulgados.

Os dados, publicados no ‘site’ da Segurança Social, referem que o número de beneficiário desta prestação social subiu de 165.502 em novembro, para 166.174 em dezembro, representando um aumento de 0,40%.

Comparando com o período homólogo de 2014, em que havia 170.525 beneficiários, houve menos 4.351 idosos a receberem esta prestação social em dezembro, uma diminuição de 2,6%.

As mulheres representam o maior número de beneficiários do Complemento Solidário para Idosos (116.176), adiantam os dados que estão sujeito a atualizações.

O Porto é o distrito que concentra o maior número de beneficiários (26.617), seguido de Lisboa (24.507), Braga (12.684) e de Aveiro (10.983).

O Complemento Solidário para Idosos é um apoio em dinheiro pago mensalmente a pessoas com mais de 66 anos, com baixos recursos financeiros.

O valor do Complemento Solidário para Idosos é de 4.909 euros por ano, ou seja 409,08 euros por mês.

O Governo aprovou a reposição do valor de referência do CSI, depois de o executivo PSD/CDS-PP do Pedro Passos Coelho o ter reduzido (atualmente um idoso que beneficie desta prestação recebe no máximo 4.909 euros por ano ou 409,08 mês, de acordo com a Segurança Social).