Uma operação conjunta das agências de segurança da Alemanha e da Turquia desarticulou um grupo de traficantes de seres humanos, de acordo com informações divulgadas pelas polícias dos dois países.

A rede de traficantes teve lucros que atingiram os nove milhões de dólares (8,2 milhões de euros) com o transporte ilegal de pessoas para a Europa, indica a informação das polícias alemã e turca.

As investigações iniciaram-se na noite de Natal de 2014, quando na fronteira da Alemanha com a República Checa, foram detetadas pessoas que tentavam entrar ilegalmente no país, depois de terem chegado a Europa ao serem resgatadas de um navio à deriva pela marinha italiana no Mediterrâneo.

De acordo com as mesmas informações, o grupo transportou para a Europa 1.700 pessoas a bordo de embarcações, que eram deixadas à deriva no Mediterrâneo, correndo o risco de naufrágio.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Estamos diante de um tipo especial de crime internacional organizado”, disse o chefe da polícia federal alemã, Dieter Romann.

Na Alemanha houve cinco detenções e 17 operações em diversas partes do país em que a polícia federal e regional e duas unidades de elite especializadas em operações contra o terrorismo estiveram envolvidos, enquanto na Turquia houve dez operações e dez detenções.

Nas operações efetuadas na Alemanha, a polícia apreendeu computadores, dinheiro e telefones.

Segundo a lei alemã, os detidos poderão ser condenados a 10 anos de prisão.