Um grupo de estudantes da Universidade do Porto reuniu assinaturas para enviar ao Governo um abaixo-assinado reivindicando um “orçamento maior” para a ação social escolar no Ensino Superior e melhores condições para os alunos.

A iniciativa, que se insere num movimento nacional de estudantes do Ensino Superior, destina-se a pedir que a ação escolar forneça melhores condições nas cantinas, mais residências universitárias e mais descontos nos transporte, explicou à Lusa Ricardo Ferraz, estudante da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), que esteve hoje à tarde a reunir assinaturas à porta da cantina da FCUP.

“O que queremos é algo mais fixo, um orçamento que seja melhor para a ação escolar para que se consiga superar estas dificuldades”, declarou, reclamando, por exemplo, uma “intervenção do Estado para que não sejam empresas privadas a gerir as cantinas”.

“Há vários problemas”, assegura o estudante Ricardo Ferraz, destacando o preço das senhas de 2,55 euros que, a somar às propinas e ao alojamento, torna tudo “um pouco complicado” para os alunos. Referiu também o baixo número de residências que continuam a ser destinadas a apenas a 1% da população estudantil da Universidade do Porto.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Outro problema que Ricardo Ferraz destaca é o das condições da cantina, que estão “longe do desejável”, obrigando os alunos a ficar na fila à espera de refeição cerca de 30 minutos, tendo apenas um a hora de almoço entre as aulas da manhã e da tarde.

Segundo Ricardo Ferraz, hoje conseguiram-se “algumas dezenas de assinaturas para um abaixo-assinado”. Mas a recolha vai continuar nos próximos dias, a nível nacional, com o objetivo de “conseguir milhares de assinaturas em pouco tempo” e enviar ao Governo o abaixo-assinado “para obter respostas”.