O homem que foi detido pela GNR em Esposende a assaltar um restaurante é o “principal suspeito” da autoria de mais de uma dúzia de furtos qualificados naquele concelho e em Esposende, informou aquela força.

Em comunicado, a GNR acrescenta que, de uma forma geral, o suspeito usava como método a introdução nos estabelecimentos, ora por estroncamento, ora por arrombamento de portas ou janelas, com recurso a chaves de fendas e pé de cabra.

“Já no interior, primava por furtar tabaco avulso ou contido no interior das máquinas de tabaco, que estroncava e arrombava para o efeito, dinheiro da caixa registadora, dinheiro das máquinas de venda de produtos alimentares ou de jogos, outro dinheiro que encontrasse em gavetas, cofres ou secretárias e bebidas espirituosas”, refere ainda o comunicado.

O detido, que havia sido constituído arguido “muito recentemente”, por causa de outra ocorrência, vai ficar nas instalações da GNR até quinta-feira, dia em que será presente a tribunal.

O suspeito tem 39 anos e reside em Vila Chã, Esposende.

Foi detido na madrugada de hoje, quando assaltava um restaurante em Belinho, naquele concelho.

Envergava um passa-montanhas a tapar o rosto.

Entre o material que já tinha retirado do interior do restaurante, contam-se mais de seis dezenas de bebidas brancas, cerca de uma centena de maços de tabaco, diversos produtos alimentares e mais de mil euros em numerário.

Tinha também um par de luvas, um passa montanhas, uma lanterna, um pé de cabra e um automóvel.

Todo este material foi apreendido pela GNR.