A Câmara de Barcelos aprovou a celebração de um contrato de aquisição de serviços para o combate à “vespa asiática” em 2016, pelo valor de 14.550 euros, informou fonte municipal.

A fonte disse à Lusa que o contrato contempla os serviços de incineração dos ninhos, via cana telescópica.

Acrescentou que, em 2015, o município contabilizou o abate de cerca de 500 ninhos no concelho.

Neste número, constam os ninhos abatidos pelo município de Barcelos mas também por particulares, apicultores e juntas de freguesia.

“Foram ainda abatidos mais ninhos por particulares que não constam neste suporte, uma vez que não foram relatados ao município”, disse ainda a fonte.

A câmara apela a quem detetar algum ninho que contacte a respetiva junta de freguesia ou a Proteção Civil do Município de Barcelos.

A vespa asiática, ou vespa velutina, é uma espécie não-indígena, predadora de insetos, entre eles a abelha europeia, encontrando-se, conforme dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, circunscrita a concelhos do norte do país.

A sua introdução involuntária na Europa ocorreu em 2004 no território francês, tendo a sua presença sido confirmada em Espanha em 2010, em Portugal e Bélgica em 2011 e em Itália em finais de 2012.