Espanha

PP e a sua tesoureira imputados em processo de destruição de computadores

Uma juíza de Madrid imputou o PP de Rajoy no processo de destruição dos discos rígidos dos computadores utilizados pelo anterior tesoureiro Luis Bárcenas. É a primeira vez que um partido é imputado.

Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

A juíza instrutora de Madrid, Rosa Freire, responsável pelo julgamento do caso da destruição dos discos rígidos dos computadores do antigo responsável pelas finanças do PP espanhol, Luis Bárcenas, implicou como “investigado” o partido liderado por Mariano Rajoy – a expressão “investigado” é uma nova denominação legal para denominar os imputados no processo, explica o El Pais.

Depois do despedimento do tesoureiro do PP, e enquanto eram investigadas alegados casos de corrupção no  partido em relação ao financiamento de campanhas, o conteúdo e os computadores utilizados por Luis Bárcenas foram destruídos. Foi assim aberto um processo pela eliminação de possíveis provas.

A decisão ganha importância tendo em conta que esta é a primeira vez que um partido político é imputado num processo judicial. Para além do PP, também Carmen Navarro, sucessora de Bárcenas à frente das finanças do partido, foi imputada no caso.

Este processo já havia sido arquivado pela juíza Esperanza Collazos em 2013 por entender que não existia qualquer delito. No entanto Rosa Freire teve que reabrir o caso depois de uma decisão nesse sentido da Audiência Provincial de Madrid com a justificação de que o arquivamento tinha sido “prematuro” já que não tinha sido realizado nenhuma diligência para esclarecer o ocorrido.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)