O grupo extremista Estado Islâmico (EI) difundiu um vídeo em que apresenta, alegadamente, os autores dos atentados que fizeram 130 mortos no dia 13 de novembro em Paris e ameaça todos os países da “coligação” incluindo a Grã-Bretanha.

Tratam-se, segundo o vídeo divulgado pelo centro de propaganda do EI, Al-Hayat, de quatro belgas, três franceses e dois iraquianos que cometem atrocidades contra pessoas apresentadas como reféns.

Exprimindo-se em árabe e francês, alguns destes elementos afirmam que a sua “mensagem se dirige a todos os países que participam na coligação” antijihadista liderada pelos Estados Unidos, que luta contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque desde setembro de 2014.

O vídeo mostra um retrato do primeiro-ministro britânico David Cameron acompanhado de uma frase em inglês afirmando que “Quem estiver do lado dos infiéis será o alvo das nossas espadas” e descreve os jihadistas como “leões” que meteram “a França de joelhos”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As imagens contêm igualmente excertos que mostram os atentados de Paris e as operações das forças de segurança francesas após os ataques. O vídeo abaixo é um excerto do vídeo original, que não inclui as filmagens de execuções e decapitações de reféns, levadas a cabo pelos terroristas em causa.

[jwplatform 6cObjfSy]