459kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Paulo Morais apela a donativos para pagar campanha

Este artigo tem mais de 5 anos

O candidato presidencial Paulo de Morais fez um apelo a pedir donativos dos cidadãos que o ajudem a pagar campanha. Neste momento o candidato precisa de mais de 40 mil euros.

O candidato precisa de mais de 40 mil euros para faer face às despesas
i

O candidato precisa de mais de 40 mil euros para faer face às despesas

HUGO AMARAL/OBSERVADOR

O candidato precisa de mais de 40 mil euros para faer face às despesas

HUGO AMARAL/OBSERVADOR

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Paulo de Morais, candidato às últimas eleições presidenciais, fez esta segunda-feira um apelo aos seus apoiantes para que o ajudem a pagar os gastos da campanha. Lembrando que, por ter tido um resultado inferior a 5%, não teve direito a subvenção estatal, Paulo de Morais sublinhou que precisa de pagar os custos da candidatura, que se cifraram em cerca de 60 mil euros.

O candidato afirma já ter recebido “aproximadamente 17 mil” euros em donativos, mas a sua candidatura tem ainda, neste momento, “um défice de mais de 40 mil euros”. “Apelo aos donativos dos que queiram e possam apoiar, partilhando comigo este prejuízo”, pediu Paulo de Morais aos seus apoiantes, na sua página pessoal de Facebook.

Apelo a DONATIVOS.Os gastos da minha campanha presidencial foram um pouco superiores a sessenta mil euros (inferiores...

Publicado por Paulo Teixeira de Morais em Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016

Edgar Silva e Maria de Belém foram outros candidatos que, por terem uma votação inferior a 5%, não tiveram direito a subvenção do Estado. No caso de Maria de Belém, os gastos estimavam-se em 650 mil euros. Já a campanha do candidato do PCP, Edgar Silva, tinha um orçamento de 750 mil euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.