Paulo Morais apela a donativos para pagar campanha

O candidato presidencial Paulo de Morais fez um apelo a pedir donativos dos cidadãos que o ajudem a pagar campanha. Neste momento o candidato precisa de mais de 40 mil euros.

i

O candidato precisa de mais de 40 mil euros para faer face às despesas

HUGO AMARAL/OBSERVADOR

O candidato precisa de mais de 40 mil euros para faer face às despesas

HUGO AMARAL/OBSERVADOR

Paulo de Morais, candidato às últimas eleições presidenciais, fez esta segunda-feira um apelo aos seus apoiantes para que o ajudem a pagar os gastos da campanha. Lembrando que, por ter tido um resultado inferior a 5%, não teve direito a subvenção estatal, Paulo de Morais sublinhou que precisa de pagar os custos da candidatura, que se cifraram em cerca de 60 mil euros.

O candidato afirma já ter recebido “aproximadamente 17 mil” euros em donativos, mas a sua candidatura tem ainda, neste momento, “um défice de mais de 40 mil euros”. “Apelo aos donativos dos que queiram e possam apoiar, partilhando comigo este prejuízo”, pediu Paulo de Morais aos seus apoiantes, na sua página pessoal de Facebook.

Apelo a DONATIVOS.Os gastos da minha campanha presidencial foram um pouco superiores a sessenta mil euros (inferiores...

Publicado por Paulo Teixeira de Morais em Segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016

Edgar Silva e Maria de Belém foram outros candidatos que, por terem uma votação inferior a 5%, não tiveram direito a subvenção do Estado. No caso de Maria de Belém, os gastos estimavam-se em 650 mil euros. Já a campanha do candidato do PCP, Edgar Silva, tinha um orçamento de 750 mil euros.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.