Pelo menos 11 pessoas morreram hoje num atentado no bairro de Al Zahra, de maioria alauita, a que pertence o Presidente sírio, Bashar al-Assad, na cidade de Homs, no centro da Síria, informaram os media oficiais e ativistas.

A agência de notícias estatal Sana indicou que houve uma “explosão terrorista” contra um posto de segurança na rua Al Nil, em Al Zahra, onde pelo menos 11 pessoas morreram, incluindo vários civis e efetivos das forças de segurança.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) indicou que foram duas as explosões: a primeira foi gerada por um suicida com um cinto de explosivos e a segunda por um carro armadilhado.

A ONG reduziu o número de vítimas mas não indicou números.

Esta não foi a primeira vez que Al Zahra é alvo de um ataque deste tipo: no passado dia 28 de dezembro, 32 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas num duplo atentado neste bairro de Homs.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Há quase cinco anos que a Síria é palco de um conflito que já causou a morte de mais de 260.000 pessoas, segundo Observatório.