Os números dizem que Cristiano Ronaldo continua com o pé quente: 27 golos em 27 jogos. A média de um golo por jogo é quase impensável ao mais alto nível, mas é preciso esmiuçar estes números para compreender que a influência de Ronaldo já não é a mesma. A análise e algumas contas têm como base este artigo do El País. Ora vejamos:

Dos 27 jogos disputados desde agosto, CR não marcou em 14: Sporting Gijon, Betis, Granada, Athletic Bilbao, Malaga, Atlético Madrid, PSG, PSG, Sevilla, Barcelona, Villarreal, Valencia, Deportivo e Betis. Obviamente que as coisas não são pretas e brancas, há muitas áreas cinzentas. Seria demasiado simplista dizer que Ronaldo já não sabe marcar golos aos grandes. Tem de ser ponderado que o Real Madrid de Rafa Benítez nunca foi grande espingarda e que Ronaldo também não era fan das suas ideias (e que até jogava numa posição diferente).

O Real Madrid está neste momento na terceira posição, a quatro pontos do Barcelona, que tem menos um jogo. Os merengues têm, ainda assim, o melhor ataque da prova (58), mesmo que Ronaldo tenha menos 12 golos do que na mesma jornada da época passada. Atualmente leva 16 golos em 21 jornadas. Na Liga dos Campeões soma 11.

Mais dados (fonte: Mais Futebol): Ronaldo marcou 54 golos em 2014/2015 e 51 em 2013/14. Atualmente leva 27 golos em 27 jogos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Preocupantes são os dados curiosos que o El País trabalhou, para medir a influência do português: apenas 25,9% dos golos de Cristiano foram marcados quando o Real Madrid estava empatado. Estes valores são bem diferentes quando falamos de Messi (43,7%) ou Griezmann (50%), avançado francês do Atlético Madrid. Quando olhamos para Karim Benzema, o seu colega de ataque no Real Madrid, o registo situa-se nos 42,8%, mostrando ser um abre-latas mais eficaz.

REAL MADRID VS SPORTING GIJON

Ronaldo tem sido figura na hora de esmagar o rival. Ou seja, o avançado luso tem marcado muitos golos quando a equipa já vence por uma margem de três ou mais, segundo o diário espanhol. Onze dos 27 golos (40,7%) foram marcados nessas condições. Claro que as estatísticas podem levar-nos ao erro, como aconteceu na partida com o Espanyol: o jogo ficou 6-0 e Ronaldo marcou dois quando já estava 4-0… mas festejou os três primeiros também. Bom, mas também há verdade nos números acima referidos: o camisola 7 marcou três ao Shakhtar (4-0), dois ao Rayo (10-2), dois ao Gijon (5-1) e quatro ao Malmo (8-0), por exemplo.

O capitão da seleção portuguesa é líder nos remates, não é por aí que anda tímido: 135 remates, quando Bale e Benzema juntos assinam 110. Conclusão: a taxa de acerto do português é 14,1%; na época passada fixou-se nos 34,1%.

E em quantos jogos marcou dos que o Real Madrid empatou ou ganhou pela margem mínima? Um. Em novembro, Ronaldo marcou dois no 4-3 do Madrid na Ucrânia (vs. Shakhtar). Sejamos honestos, a sua influência foi muita em muitos outros jogos: cinco golos vs. Espanyol (6-0), três vs. Shakhtar (4-0), dois vs. Malmo (2-0) e dois vs. Real Sociedad (3-1). E Ronaldo tem sido igualmente precioso na hora de oferecer, assistindo dez colegas para golo até agora.

Não é líquido que as coisas melhorem com Zinedine Zidane, o novo treinador, mas o Real Madrid, com ele, já soma 11 golos em três jogos. Ronaldo marcou apenas dois e fez mais duas assistências. Os números parecem querer puxar Ronaldo para baixo, mas o homem, que faz 31 anos daqui a dez dias, não é de se ficar. Quem arrisca dizer como vai acabar esta história?