Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A 26 de janeiro de 1950 a Índia adotou uma nova Constituição. A independência havia sido conquistada três anos antes, em agosto, quando a resistência do Congresso Nacional Indiano surtiu efeito junto do Império Britânico. E, assim, há 66 anos, Rajendra Prasad desfraldava a bandeira indiana perante uma saudação de 21 armas e tornava-se no primeiro presidente do país.

Este ano, o espectáculo de celebração foi diferente do habitual. Francois Hollande juntou-se ao atual presidente da Índia – Pranab Mukherjee – e ao primeiro-ministro do país – Narendra Modi – para assistir à parada dos soldados indianos.Cor, patriotismo, espectáculos de acrobacias e manifestações culturais marcaram o desfile. Mas o presidente francês não viajou sozinho: com ele foi também a 35ª Regimento da Infantaria da 7ª Brigada Armada das Forças Francesas, tornando-se na primeira força armada estrangeira a desfilar na Rajasthan (que se traduz em português para “O Caminho do Rei”) ao lado da força nacional, explica o India Today.

Durante os três dias de permanência de Hollande na Índia – onde chegou no domingo -, ambos os países vão estabelecer acordos de combate ao terrorismo e apurar o interesse índio em comprar 36 caças Dassault Rafale franceses. Antes, aquando da chegada de Hollande a Chandigarh, Modi saudou a decisão anunciada pela França de investir quase 922 milhões de euros em vários setores da Índia, conta o Daily Mail.

Na fotogaleria vai encontrar 27 imagens que ilustram as celebrações do Dia da República da Índia deste ano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR