A taxa de desemprego caiu de 12,2% para 11,8% em dezembro, saindo desta lista cerca de 22,8 mil pessoas que estavam consideradas como estando em situação de desemprego, mas isto não se traduziu num aumento do emprego. De acordo com o INE, o número de pessoas empregadas aumentou apenas em cerca de 900.

As contas são à primeira vista muito positivas. Embora a estimativa seja apenas provisória, a taxa de desemprego cai abaixo dos 12% e com números elevados. Menos 22,8 mil pessoas saem da lista dos desempregados.

No entanto, numa análise mais de perto, estes valores não parecem estar sustentados numa melhoria do emprego. Segundo o INE, a população empregada subiu de 4.500,4 para 4.501,3, ou seja, apenas mais cerca de 900 pessoas estarão a trabalhar do que o verificado no final de novembro.

Estes números são aliás confirmados pela taxa de emprego, que ficou inalterada nos 57,6%, apesar de o número de pessoas consideradas como estando em situação de desemprego de acordo com as regras estatísticas ter caído de 626,8 mil para 604 mil.