Na era vitoriana, a prosperidade fazia mover o Reino Unido do século XIX. Elas vestiam-se de saias rodadas, corpetes rendados e mangas cheias de folhos. Eles não dispensavam as cartolas, os casacos compridos, quiçá uma bengala e um monóculo nas festas. O “Wiley Court and Gardens” era um dos principais salões de festas em Inglaterra.

Era o arquétipo da extravagância e da realeza. Era, porque um incêndio devastou grande parte do edifício em 1937. Mas ainda assim, reduzido a cinzas, continuou a ser um dos lugares tipicamente britânicos mais apreciados da Inglaterra. Para trás ficou a dona do local, a família Foley, que fez fortuna à conta do mercado do ferro.

Esta é a história de um dos lugares abandonados em ruínas mais fantásticos do planeta. Muitos outros têm mais histórias para contar: o pó já esconde os passos de quem por lá vagueou, as árvores cobrem corredores dos templos e igrejas, a água manteve a sua beleza intacta para agora os podermos continuar a contemplar. Na fotogaleria tem 35 exemplos disso mesmo. Explore.