O feed de notícias do Facebook vai voltar a mudar. A rede social está a alterar o seu algoritmo para que o feed exclua automaticamente as publicações que menos interessam (ou que não interessam de todo) a determinados utilizadores. O objetivo é tornar o feed mais interessante e apelativo, melhorando assim a experiência de quem usa regularmente o Facebook.

Assim que o novo algoritmo entre em funcionamento, o Facebook começará a “puxar para cima as publicações que as pessoas vão querer ver no topo do seu feed de notícias e com as quais vão querer interagir”, refere um comunicado publicado esta semana. Ou seja, a rede social começará a ter em conta a probabilidade de os utilizadores “gostarem, comentarem, clicarem ou partilharem” determinados posts.

Mas como é que estas alterações vão afetar a navegação? Tudo depende do tipo de audiência e da atividade de cada página. Algumas poderão sofrer quedas no tráfico referencial, e outras aumentos. “Algumas páginas poderão sofrer quedas se o número de cliques não coincidir com o interesse das pessoas em ver as publicações no topo do feed de notícias. Esta alteração ajuda a reequilibrar estes dois factores, de modo que as pessoas vejam histórias que são relevantes para elas”, esclareceu o Facebook.

Mas, à partida, as mudanças no feed de notícias não irão afetar “significativamente o alcance ou o tráfego de referência na maioria das páginas”. De modo a garantir que nada muda, o Facebook aconselha que os administradores das páginas evitem encorajar um número muito elevado de “gostos” porque isso “causará picos temporários nas métricas”.