A polícia alemã deteve esta quinta-feira dois homens de nacionalidade argelina suspeitos de terem ligações ao Estado Islâmico, avança a France-Presse. De acordo com a agência de notícias, as forças policiais estão ainda no encalço de outros dois indivíduos, na zona de Berlim. Os dois detidos estariam a viver em abrigos para refugiados.

Os quatro homens são suspeitos de terem planeado um atentado que punha em causa a segurança do país, disse à France-Presse fonte da polícia de Berlim. Um dos indivíduos, detido no estado da Renânia do Norte, era procurado pelas autoridades argelinas por alegadamente pertencer ao grupo jihadista. O argelino terá estado na Síria, onde terá recebido treino militar

O outro suspeito foi detido em Berlim por falsificação de documentos. Uma mulher foi também detida no estado da Renânia do Norte-Vestfália, mas as forças de segurança não especificaram porque motivo.

Segundo a agência de notícias, a polícia alemã realizou buscas a quatro apartamentos e dois locais de trabalho na zona de Berlim. Na operação, que se estendeu da capital alemã aos estados da Renânia do Norte-Bestefália e da Baixa Saxónia, estiveram envolvidos 450 agentes, entre os quais se incluíam membros das unidades especiais de contraterrorismo.