A chanceler alemã, Angela Merkel, prometeu desbloquear 2,3 mil milhões de euros para ajudar as vítimas do conflito na Síria, durante a conferência de doadores que está a decorrer em Londres.

“As nossas palavras serão seguidas de atos. O Governo vai disponibilizar 2,3 mil milhões de euros até 2018, 1,1 mil milhões no ano de 2006”, disse Angela Merkel à televisão alemã N24.

“Queremos garantir que nunca chegaremos a uma situação de ter de reduzir a comida dada aos refugiados. É por isso que nos concentramos nos programas humanitários e em particular no programa alimentar mundial”, sublinhou a chanceler.

Dirigentes de todo o mundo encontram-se em Londres para tentar reunir nove mil milhões de dólares para os 18 milhões de sírios afetados pela guerra, bem como tentar conter a crise dos refugiados.

Para responder ao drama sírio, os doadores deverão mostrar-se mais generosos que na última conferência, em 2015. Dos 8,4 mil milhões prometidos, apenas foram entregues 3,3 mil milhões.

Iniciado em 2011, o conflito na Síria já causou mais de 260.000 mortos e colocou 13,5 milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade ou deslocadas em território nacional. Cerca de 4,6 milhões de sírios procuraram refúgio nos países vizinhos (Jordânia, Líbano, Turquia, Iraque e Egito), enquanto centenas de milhares se dirigiram para a Europa, arriscando muitas vezes a vida.