As nove pessoas que pediram, neste sábado, socorro à GNR para conseguirem sair da Serra do Gerês, onde se perderam, já foram encontradas. Uma fonte da organização disse não ter, ainda informação sobre o que ter+a sucedido, mas sublinhou as difíceis condições meteorológicas. O grupo deverá chegar às 22h30 à Cascata do Arada, onde está uma equipa de apoio, com ambulâncias.

As equipas de socorro ainda não tinham chegado, ao final da tarde deste sábado, ao local provável onde se encontram nove pessoas perdidas na Serra do Gerês, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga. Fonte do CDOS de Braga disse à agência Lusa que a operação de busca estava em curso, com as equipas de socorro a percorrer o trilho a pé à procura do local.

Fonte do destacamento territorial de Braga da Guarda Nacional Republicana tinha adiantado à Lusa que as nove pessoas ainda não tinham sido encontradas e que a GNR perdeu o contacto, via telemóvel, com os desaparecidos. A mesma fonte adiantou que as buscas iriam continuar até serem encontradas as nove pessoas, mesmo que se prolongassem durante a noite.

Nove pessoas, todas adultas, perderam-se do trilho, na zona de Rocalva, concelho de Terra de Bouro, no Parque Natural da Serra do Gerês, tendo sido dado o alerta às 16h30. O pedido de auxílio foi feito para a GNR através do telemóvel e na, altura, segundo a corporação, as noves pessoas estavam bem. A fonte do destacamento territorial de Braga da GNR realçou que o estado do tempo estava a dificultar as buscas, estando na zona da Serra do Gerês muito frio, nevoeiro e chuva.

Segundo o CDOS de Braga, na operação estiveram envolvidas três equipas da GNR, nomeadamente o Grupo de Intervenção Proteção e Socorro (GIPS) e do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SPNA), uma equipa dos bombeiros voluntários de Amares e quatro ambulâncias dos bombeiros de Terras de Bouro, Vieira do Minho e da Cruz Vermelha. As ambulâncias foram colocadas junto à Cascata do Arada por prevenção.

O grupo de nove pessoas pediu neste sábado auxílio à GNR para sair da Serra do Gerês, através do telemóvel. Segundo a GNR, não há crianças entre o grupo de nove pessoas.