Jorge Jesus confirmou neste domingo a inclusão na convocatória dos reforços Coates e Barcos, bem como de Téo Gutierrez, para o jogo com o Rio Ave, da 21.ª jornada da I Liga de futebol, no qual não poderá contar com Naldo e Jefferson.

Em conferência de imprensa de antevisão ao encontro com os vila-condenses, Jorge Jesus comentou a forma física dos jogadores contratados no mercado de inverno e, embora saliente que Coates está melhor fisicamente que Barcos, afirmou que ambos vão estar na convocatória dos ‘leões’.

“Coates e Barcos são jogadores que têm pouco tempo de trabalho connosco mas estão a pouco e pouco a conhecer as ideias da equipa, temos de acelerar o processo, além dos treinos, também os jogos. (…) O Coates vem com intensidade de jogos, habituado a jogar, o Barcos não, o campeonato na China estava na pré-época, está num patamar diferente, mas acreditamos que o podemos lançar na convocatória”, afirmou.

Além destes dois jogadores, Jesus deu um voto de confiança a Téo Gutierrez, futebolista com quem conta, salientando o valor do colombiano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Teo sempre esteve nos nossos planos, chegou mais tarde face à lesão que tinha, autorizado por mim, está estável fisicamente, clinicamente também está apto e vai estar amanhã [segunda-feira] na convocatória se não acontecer nada. Acreditamos muito no valor dele”, sublinhou. Em sentido inverso, o técnico dos ‘verde e brancos’ confirmou a ausência de Jefferson e Naldo por lesão, bem como a incerteza se William Carvalho estará apto para o jogo.

Já sobre o Rio Ave, Jesus considerou a equipa de Vila do Conde uma das melhores do campeonato, salientando que o Sporting tem de ter um dia bom.

“O nosso adversário é das melhores equipas do campeonato, uma equipa difícil, bem trabalhada do ponto vista tático. É uma das equipas que mais vezes como treinador defrontei, o Sporting tem de estar num dia bom, com os momentos do jogo bem trabalhados, para que a equipa do Rio Ave se torne mais fácil”, disse.

Jesus comentou também a sua expulsão no último jogo do campeonato em que o Sporting venceu a Académica por 3-2, desvalorizando a situação, uma vez que na sua ótica, “não é fácil arbitrar em Portugal”.

“Eu estava falar numa maneira normal de um treinador para quarto árbitro. As arbitragens? Nós temos bons árbitros, mas não é fácil arbitrar em Portugal, é tudo revisto ao pormenor depois dos jogos e ai é mais fácil ter uma opinião mais acertada, é como as equipas, quando não jogam bem estão sujeitos à crítica e eles também”, reiterou.

O Sporting, segundo classificado do campeonato com 51 pontos, recebe às 19:00 de segunda-feira o Rio Ave, sétimo com 28, num encontro que será dirigido pelo árbitro Carlos Xistra, da Associação de Futebol de Castelo Branco.