O PSD volta a destacar-se nas intenções de voto dos portugueses (com 36,1%) e está a aumentar a distância face ao PS. No mês passado, os dois partidos estavam separados por apenas quatro décimas; agora, têm 1,7 pontos de distância, segundo o barómetro da Aximage para o Jornal de Negócios e o Correio da Manhã.

O Bloco de Esquerda reforça a terceira posição, com 10,9% das intenções de voto (mais 0,9 pontos percentuais do que em janeiro), enquanto a CDU perde duas décimas (6,6% das preferências). O CDS afunda para 2,7% das intenções de voto.

Embora com o PSD a ganhar terreno nas intenções de voto e as expectativas no Governo PS em queda, António Costa continua a ser o líder em que os portugueses mais confiam para primeiro-ministro, com 48,1% dos inquiridos a indicarem o seu nome, seis pontos à frente de Passos Coelho.

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, é considerado o melhor ministro. Mário Centeno, ministro das Finanças, é, para os inquiridos, o pior governante deste Executivo.

Catarina Martins, porta-voz do Bloco de Esquerda, é a líder com melhor avaliação, com uma nota de 13,1 (entre 0 a 20). António Costa aparece em segundo, seguido de Passos Coelho.

Participaram no inquérito da Aximage 606 pessoas, a quem foram feitas entrevistas a 30 e 31 de janeiro.