Os deputados franceses aprovaram esta terça-feira uma controversa alteração à Constituição, que prevê a retirada da nacionalidade a cidadãos que tenham sido condenados por terrorismo.

A emenda constitucional, cuja votação estava inicialmente prevista para quarta-feira, era pretendida pelo governo socialista francês como forma de punição de condenados por terrorismo na sequência dos atentados de Paris de 13 novembro de 2015.

A iniciativa legislativa gerou controvérsia no seio do próprio governo, para além de ser criticada em bloco pela oposição, e levou à demissão da ministra da Justiça, Christiane Taubira.