334kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Madrid quer acabar com beatas de cigarro no chão. Como? Com cinzeiros portáteis

Este artigo tem mais de 5 anos

A câmara municipal de Madrid está a implementar medidas para tornar a capital espanhola uma cidade mais limpa. Uma delas passa pela distribuição de 38 mil cinzeiros portáteis.

Todos os dias, são atiradas para o chão das ruas de Madrid, em média, meio milhão de beatas de cigarro
i

Todos os dias, são atiradas para o chão das ruas de Madrid, em média, meio milhão de beatas de cigarro

Matt Cardy/Getty Images

Todos os dias, são atiradas para o chão das ruas de Madrid, em média, meio milhão de beatas de cigarro

Matt Cardy/Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A câmara municipal de Madrid está empenhada em tornar a cidade mais limpa. Por isso, lançou uma campanha de sensibilização, chamada “Madrid al cielo, sí; al suelo, no”. Entre as medidas mais emblemáticas está a distribuição de 38 mil cinzeiros portáteis por toda a cidade. O objetivo? Acabar com as beatas de cigarro atiradas para o chão das ruas de Madrid.

Estes cinzeiros portáteis são pequenas bolsas de plástico, fabricadas com um material que, contudo, evita a sua combustão. Serão distribuídos de várias formas: para além de estarem disponíveis em vários pontos fixos, desde a câmara municipal até à sede das 21 juntas de freguesia de Madrid, serão também entregues por uma caravana itinerante, que os distribuirá pela cidade.

As beatas poderão, depois, ser deixadas nos milhares de caixotes do lixo existentes na capital espanhola. O vídeo de promoção da medida pode ser visto abaixo:

Estima-se que todos os dias sejam atiradas para o chão das ruas madrilenas perto de meio milhão de beatas de cigarros, em média. Só em 2016, a câmara municipal de Madrid estima gastar só em limpeza mais de 400 milhões de euros, pelo que Manuela Carmena, presidente da câmara local, lançou a campanha e um ambicioso repto aos seus habitantes: tornarem-se “os cidadãos mais limpos do planeta”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A página está a demorar muito tempo.