Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os cavalos pressentem mesmo as emoções humanas. Pelo menos é o que diz um grupo de psicológicos da Universidade de Sussex que compilou, durante um ano, uma espécie de dicionário de expressões faciais nos cavalos que podem indicar emoções. E, como resultado, afirmam que quando uma pessoa está zangada, o animal pode olhar de lado – concretamente para a esquerda – e a frequência cardíaca aumenta.

E, mais do que isso, os cavalos podem não precisar da presença humana física para reconhecer as suas emoções, bastando apenas uma fotografia de alguém com mau humor.

Os cientistas revelaram que durante a investigação, que foi publicada no jornal Biology Letters, utilizaram fotografias de alta qualidade ilustrativas de grandes emoções, onde se mostrava o mesmo homem a sorrir e a mostrar os dentes ou de testa franzida representando emoções positivas ou negativas. Depois vários voluntários, que não sabiam o que a imagem revelava, mostraram-nas a 28 cavalos. E os animais pressentiram as diferenças.

Os autores do estudo explicam, citados pelo The Guardian, que “estas descobertas levantam questões interessantes sobre a natureza do reconhecimento da expressão emocional, incluindo papéis relativos à aprendizagem e às habilidades inatas no seu desenvolvimento” dos animais.

Para além disso, Karen McCom, que liderou o grupo e é uma das autoras do estudo, diz que os “cavalos adotaram uma capacidade ancestral para ler pistas emocionais em outros cavalos para responder adequadamente às expressões faciais humanas durante a sua co-evolução. Alternativamente, alguns cavalos podem ter aprendido a interpretar expressões humanas durante o seu próprio tempo de vida”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR