Os 13 municípios que integram a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT) vão realizar ações de promoção do seu território no Convento de Cristo, em Tomar, aproveitando o facto de este ser o equipamento regional que mais turistas.

As ações de promoção turística e cultural a desenvolver vão ser enquadradas por um protocolo de cooperação que será assinado na sexta-feira, no Convento de Cristo, pela presidente da CIMT, Maria do Céu Albuquerque, e pela diretora geral da Património Cultural, Paula Silva.

Céu Albuquerque disse à Lusa que a região tem um “potencial muito grande ainda pouco explorado”, do ponto de vista cultural, turístico, gastronómico, e que é importante valorizar.

Sendo o Convento de Cristo, monumento Património da Humanidade, o imóvel cultural com maior número de visitantes por ano na região, a possibilidade de ali realizar ações de divulgação de cada concelho, aos domingos, permitirá atrair turistas aos seus territórios, ao mesmo tempo que levará “outros públicos” ao convento, disse.

A diretora do Convento de Cristo, Andreia Galvão, disse à Lusa que o protocolo se insere na linha estratégica de abertura à comunidade, havendo ganhos das duas partes, já que contribuirá para o desenvolvimento da região e promoverá uma maior proximidade da região ao monumento.

“Propusemo-nos ser a sala de visitas da região”, disse, salientando a possibilidade de o monumento poder ser usado para ações de promoção do território, de ser integrado em entradas conjuntas com equipamentos culturais de cada concelho, ao mesmo tempo que passará a receber pessoas da região que “há anos não vão ao convento”.

O protocolo prevê a realização de ações programadas por cada concelho da CIMT no primeiro domingo de cada mês — facultando aos visitantes demonstrações do que se come, do que se bebe, do que se pode visitar, mas também da cultura popular -, visitas para alunos das escolas e para idosos a custos reduzidos ou a possibilidade de realização de seminários e outras iniciativas no espaço do convento.

“É um abrir de portas” do convento, sendo o protocolo uma forma de “aumentar as valências de ambas as partes” e contribuir para o desenvolvimento e o turismo na região, ao mesmo tempo que reforça a ligação dos residentes do Médio Tejo ao monumento, disse.

O protocolo estabelece a criação de um grupo de trabalho que irá elaborar propostas para um plano de atividades conjunto, ficando a CIMT encarregada, nomeadamente, de disponibilizar informação do Convento de Cristo nos postos de turismo de cada município.

O Convento de Cristo compromete-se a disponibilizar no primeiro domingo de cada mês o Claustro da Micha para a realização de atividades de promoção de cada um dos concelhos do Médio Tejo, nomeadamente apresentação e venda de produtos e serviços, ações de animação e outras atividades de promoção e divulgação, sendo, neste âmbito, gratuitas as entradas no monumento.

Dentro da loja do monumento será criado um expositor para material promocional da região e as visitas de estudo programadas no âmbito do protocolo terão um desconto de 50%.

Os encargos financeiros e logísticos resultantes do protocolo de cooperação serão assumidos pelas partes e definidos, caso a caso, por acordo entre as mesmas, estabelece ainda o documento.