As autoridades paquistaneses capturaram 97 jihadistas, entre membros da organização terrorista da Al-Qaeda e do Lashkar-e-Jhangvi (LeJ), na cidade Karachi, no sul do país. Entre os detidos, estão três dos principais comandantes das organizações terroristas.

De acordo as forças armadas paquistanesas, citada pela Bloomberg, nesta operação foi ainda possível desmantelar um plano que passava por libertar da prisão Khalid Sheikh Mohammed, que em 2002 participou no rapto e no homicídio de Daniel Pearl, jornalista norte-americano do The Wall Street Journal (a sua história inspirou o filme A Mighty Heart, em que Angelina Jolie protagoniza o papel da sua viúva).

Entre os detidos, adianta a Reuters, estão Naeem Bojari e Sabir Jan, comandantes do LeJ – uma organização ideologicamente próxima do Estado Islâmico -, e Farooq Bhatti, número dois da Al-Qaeda no Subcontinente Indiano (AQSI). Esta informação foi confirmada pelo porta-voz do Estado-maior, o tenente-general Asim Bajwa, em conferência de imprensa.

“A nossa conclusão é que todos estes grupos estão a tentar trabalhar juntos para conduzirem ataques terroristas [no futuro]“, avançou, ainda, Asim Bajwa. Vários dos jihadistas capturados estiveram envolvidos em múltiplos ataques contra esquadras da polícia, bases aéreas paquistanesas e um aeroporto.

Ainda de acordo com o porta-voz das Forças Armadas paquistanesas, o plano para a libertação de Khalid Sheikh Mohammed estava já a “90%”. Num edifício entretanto descoberto, e que serviria de esconderijo aos jihadistas, foram encontrados 350 kg de explosivos, máquinas de lavar roupa, alegadamente utilizadas para transportar armas e munições, fios de detonador e dezenas de armas. O plano, entretanto desmantelado, seria conduzido por cerca de 25 jihadistas, incluindo seis bombistas-suicidas.