A circulação de comboios na via sul-norte entre Aveiro e Estarreja foi este domingo reposta, pelo meio-dia, depois de ter estado interrompida devido ao mau tempo, informou a Infraestruturas de Portugal (IP). Mas a circulação ferroviária na linha da Beira Alta, por falta de energia entre Santa Comba Dão e Carregal do Sal. Está ainda interrompida, sem previsão de reposição, a circulação nos troços Alfarelos e Taveiro, na linha do Norte, por inundação da via.

Também na linha do Vouga continua interrompida a circulação de comboios entre Aveiro e Eirol, por inundação da via e uma vez que foi afetada a infraestrutura de suporte.

A IP refere que as situações nas linhas do Norte e do Vouga se devem ainda prolongar, aguardando-se a descida do nível das águas para se repor a circulação.

Quanto à linha do Douro, foi reativada a circulação no sábado à noite, mas ainda há limitações de velocidade nalgumas zonas, segundo disse à agência Lusa fonte oficial da IP.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Utentes tiveram que ser transportados de autocarro

Antes do meio-dia estavam dois troços da linha ferroviária do norte com a circulação interrompida devido ao mau tempo, estando a ser feito o transporte rodoviário dos passageiros, informou hoje a Comboios de Portugal (CP).

“Há interrupção em dois troços da linha do norte, um entre Ovar e Aveiro e outro entre Coimbra B e Pombal”, disse à agência Lusa a porta-voz da CP, adiantando que a empresa está a “fazer o possível face aos constrangimentos” para assegurar o transporte rodoviário dos passageiros afetados.

A razão da interrupção da circulação de comboios, que provocou atrasos naqueles dois troços do norte, são principalmente as inundações.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou este domingo sete distritos do país sob ‘Aviso Vermelho’ (o aviso mais grave do IPMA, numa escala de quatro, que indica situações meteorológicas de risco extremo), e até segunda-feira, devido à previsão de agitação marítima, com ondas que podem atingir os 14 metros.

O IPMA colocou também dez distritos sob aviso meteorológico laranja, o segundo mais grave aviso de uma escala de quatro.