9 anos depois do desaparecimento de Maddie McCann, na altura com 3 anos de idade, na Praia da Luz, no Algarve, a mãe, Kate, revelou que está convencida que a filha nunca foi para muito longe e que ainda pode estar no Algarve. E viva.

Em declarações ao jornal britânico The Sun, Kate diz que a “Praia da Luz é onde eu me sinto mais próxima dela” isto porque aí foi “onde ela esteve pela última vez e não penso que tenha sido levada para milhões de quilómetros de lá”.

Apesar de as buscas se terem estendido por vários países, a inglesa de 47 anos garante que ela e o seu marido, Gerry, depois de anos de investigação, ficaram a saber que as crianças raptadas não costumam ser levadas para muito longe do local onde foram apanhadas: “É tudo apenas especulação, mas aprendemos que este é normalmente o caso”.

Com o 13º aniversário, no próximo mês de maio, da filha desaparecida a aproximar-se, Kate afirma que depois de nove anos “o tempo apenas passou demasiado depressa. Os tempos calmos são os mais difíceis”. Apesar de tudo assegura que “o desejo de encontrar por Madeleine não mudou absolutamente nada”, e por isso “nós nunca vamos desistir”.