António Zambujo e Miguel Araújo vão juntar-se para um conjunto de datas a dois, nos Coliseus nacionais. Esta semana tocam de quarta-feira a domingo no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. E se pensa que é muito, saiba que os bilhetes estão praticamente esgotados – os únicos que se encontram disponíveis custam 20€ (balcões laterais). Os espetáculos começam às 21h30 na quarta-feira e às 22h00 nos dias seguintes. Na próxima semana há mais cinco espetáculos no Porto.

Também esta quinta-feira pode ver os Peixe:Avião apresentarem o novo álbum, Peso Morto, em Lisboa, no Lux Frágil. O acesso ao concerto será feito através da compra do novo CD da banda portuguesa, com quem falámos este mês sobre o novo trabalho. Para entrar, basta apresentar o talão de compra do CD, que estará também à venda à entrada da discoteca (23h00, 12,75€). Dois dias depois, sábado, tocam no Theatro Circo, em Braga (21h30, 15€).

Sexta-feira, Da Chick (Teresa de Sousa) e Xinobi (Bruno Cardoso) apresentam-se em concerto no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães. A primeira, que em 2015 ganhou o prémio de melhor atuação ao vivo no Portugal Festival Awards 2015, apresentará o seu caldeirão de influências, que mistura soul, funk e hip-hop. O segundo levará a Guimarães alguma da melhor eletrónica dançável feita em Portugal (22h00, 5€ a 7€).

Ainda sexta-feira, a música rock portuguesa vai estar em destaque: os jovens Zanibar Aliens deslocam-se ao Plano B, no Porto, onde mostrarão o seu rock musculado, inspirado na década de 1970. E levam o seu novo single, “BongSmoker” (22h00, 5€).

Dia 18, o britânico Myles Sanko atua no Musicbox em Lisboa (22h30, 10€). É uma das novas e promissoras vozes da música soul, já reconhecido por Gregory Porter, que já o escolheu para fazer as primeiras partes de concertos. No dia seguinte, sábado, atua na Casa da Música no Porto (23h00, 20€).

Também no Porto, mas no sábado, o guitarrista Filho da Mãe e o baterista Ricardo Martins apresentam um álbum a dois, Tormenta (que já pode ser ouvido aqui), no Maus Hábitos (22h00, 8€). No dia anterior atuam no Musicbox, em Lisboa (22h30, 10€). Para os dois concertos estão anunciados vários convidados, como Jibóia e Cláudia Guerreiro, dos Linda Martini. No mesmo dia, Rodrigo Leão sobe ao palco do Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, onde deverá mostrar vários temas do seu último álbum, o retiro, incluído na lista de melhores álbuns de 2015 do Observador (21h30, 5€).

Ainda no sábado, os The Happy Mess tocam em Coimbra, no Salão Brazil (22h30, 8€), e a cantora Márcia apresentará os temas do seu último trabalho, Quarto Crescente (um álbum de delicado indie-folk), no Teatro Cine de Torres Vedras, devendo ainda recordar outras canções, como “A Pele que há em Mim”, que compôs com J. P. Simões.

Em Lisboa, o fim de semana também vai ser animado, com a Festa Moderna no Musicbox, onde será lançada mais uma editora nacional: a Cuca Monga, que para já tem na carteira os Modernos, projeto paralelo de Tomás Wallenstein, Manuel Palha e Salvador Seabra, os três membros dos Capitão Fausto. E ainda há vários convidados, do emergente Luís Severo ao histórico José Cid, passando por Jónatas Pires (ex-Pontos Negros) e Diego Armés (ex-Feromona).

No mesmo dia, mas na Avenida da Liberdade, Rita Redshoes sobe ao palco do Cinema São Jorge para mostrar a banda sonora que compôs para o filme “O Balão Vermelho”, de Albert Lamorisse (17h00, 7€).

Texto editado por Pedro Esteves