Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As jornadas parlamentares do PSD e as jornadas parlamentares do PS realizam-se este ano quase em simultâneo: as primeiras são esta quinta e sexta-feira, em Santarém; as segundas são esta sexta-feira e sábado, em Vila Real. António Guterres, o ex-primeiro-ministro socialista que se está a candidatar a secretário-geral da ONU com o apoio de todos os partidos, está de volta à cena política e vai ser o convidado-estrela de um dos eventos: do PSD.

É na quinta-feira à noite, num jantar/conferência na Casa do Campino, em Santarém, que o ex-alto comissário das Nações Unidas para os refugiados vai discursar para uma plateia de militantes e dirigentes sociais-democratas. O tema é os “Fluxos migratórios: das palavras à realidade” e encerra o painel do dia, depois de o economista João Moreira Rato e do gestor António Nogueira Leite falarem sobre “finanças saudáveis”.

No final de janeiro, o Governo de António Costa avançou com as diligências necessários ao patrocínio da candidatura de Guterres ao cargo de secretário-geral da ONU, tendo esta candidatura recebido depois o apoio de todos os grupos parlamentares, da esquerda à direita. No início de fevereiro, a Comissão Permanente do PSD declarou o seu “inequívoco apoio” à candidatura, deixando claro que tinha sido o próprio Passos Coelho a informar António Costa dessa decisão.

“A Comissão Permanente do PSD junta ao seu apoio, já pessoalmente transmitido pelo seu presidente, doutor Pedro Passos Coelho, quer ao próprio engenheiro António Guterres quer ao Governo português na pessoa do senhor primeiro-ministro doutor António Costa, votos de sucesso para a candidatura e desejos de que a comunidade internacional possa reconhecer o seu valor”, lia-se numa nota enviada pelo PSD à agência Lusa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O primeiro dia de jornadas sociais-democratas conta ainda com um painel sobre “Educação e Saúde – preparar o futuro”, sendo António Fidalgo, David Justino e Álvaro Almeida os convidados. O segundo dia de trabalhos ficará marcado pelo tema do “crescimento económico seguro”, com João Salgueiro e João César das Neves como convidados. E pela presença do ex-primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, que dará conta do encerramento.

As jornadas parlamentares do PS realizam-se em simultâneo, na sexta-feira e no sábado, mas em Vila Real. Sem Guterres, o painel dos socialistas contará maioritariamente com a presença de deputados e de ministros do atual Governo, como Mário Centeno, Eduardo Cabrita, Pedro Marques, Manuel Caldeira Cabral e o primeiro-ministro e secretário-geral do partido, António Costa. O tema central será o Orçamento do Estado e o crescimento económico “saudável”, assim como a “valorização do território e inovação”.