Kanye West tem preenchido o Twitter com pedidos misericordiosos de dinheiro. Ao longo dos últimos dias o artista norte-americano casado com Kim Kardashian tornou-se assíduo das redes sociais para pedir ajuda aos seguidores e aos cérebros da indústria informática: depois de ter assumido na Internet que contraiu dívidas num total de 47 milhões de euros, Kanye West também assumiu: “O meu maior inimigo tem sido o meu ego”.

https://twitter.com/kanyewest/status/700033728945389568

Mas já voltamos aos polémicos tweets do autor do álbum “The Life of Pablo”, lançado a 14 de fevereiro e que já é líder de downloads… ilegais. É que há já houve quem reagisse no Twitter para responder aos pedidos desesperados de Kanye West por dinheiro e que até se disponibilizou a ajudar. Foi a Pizza Hut britânica, que o mandou ir trabalhar. “Para de dizer a toda gente que precisas de dinheiro e tenta arranjar algum dinheiro. Nós recebemos o teu CV hoje. Começas amanhã às nove da manhã”, escreveu a marca ao retweetar um dos pensamentos de Kanye West.

O problema é que logo a seguir mudaram de ideias: Kanye West não podia trabalhar para a Pizza Hut porque afinal o currículo recebido pela marca não demonstrava capacidades suficientes. Era de tal modo desajustado às necessidades da pizzaria que foi parar à Internet para que os utilizadores do Twitter tirassem as suas próprias conclusões. Se a imagem lhe parecer familiar, não estranhe: é uma brincadeira com a capa do novo CD.

Tudo começou a 14 de fevereiro, no dia em que Kanye West lançou o seu mais recente álbum. O artista norte-americano pediu a todos os amantes de música que entrassem no Tidal (um sistema que pertence a Jay-Z) para adquirir “The Life of Pablo”: “o meu álbum nunca nunca nunca vai estar na Apple e nunca vai estar à venda, só vão consegui-lo através do Tidal”. Acontece que a palavra nunca é proibida na Internet e o álbum chegou a sistemas de downloads ilegais (Torrent Freak) que, na verdade, colocariam o álbum nos tops de vendas.

Entretanto, Kanye West foi mais longe: pediu ajuda financeira a Zuckerberg e tentou persuadir os seguidores a partilhar os seus pensamentos até chegarem ao conhecimento do CEO do Facebook. “Este é o sonho de Deus. Eu preciso de dinheiro para poder realizar coisas lindas no mundo”, disse o rapper. Até ver, Zuckerberg não deu sinais de estar disponível para ouvir Kanye West, mas já deu sinais de vida ao fazer “gosto” numa publicação que goza com o marido da socialite Kim Kardashian.

No Facebook, Steven Grimm escreveu: “Querido Kanye West, se vais pedir mil milhões de dólares ao CEO do Facebook, talvez não o devas fazer no Twitter”. Mark Zuckerberg gostou, levantou o polegar e ignorou os pedidos do rapper. Entretanto, a publicação foi apagada mas, desta vez, a palavra sempre é permitida na Internet e ficou uma captura de ecrã para que possamos apreciar o momento internauta.

ng5974688