É uma das modelos mais bem-sucedidas da sua geração e das poucas que levou o prefixo “super” nos anos dourados da sua carreira. A responsabilidade não é apenas do inesquecível sinal na cara, ainda que este a separe dos muitos rostos que já fazem parte da história da moda. Caso ainda não tenha adivinhado, falamos de Cindy Crawford, a figura icónica que este sábado completa 50 anos. Em jeito de celebração, reunimos 25 factos que ilustram meio século de uma vida intensa e mediática, bem como 25 imagens que seguem em fotogaleria.

1. Queria ser primeira-dama. Cindy Crawford nasceu e cresceu em Illinois, nos Estados Unidos, há 5o anos sem rumo traçado. Ponderou ser primeira-dama e ainda física nuclear, mesmo sem saber exatamente o que isso significava. O seu primeiro trabalho foi, no entanto, enquanto babysitter.

2. Um retrato seu tirado em 1982 mudou-lhe a vida. Quando tinha apenas 16 anos, Crawford deixou-se fotografar por um fotógrafo local de nome Roger Legel. A imagem foi captada na piscina do então namorado para figurar num jornal académico. “Esta primeira fotografia mudou a minha vida”, conta Cindy no livro de memórias Becomming, editado recentemente pela Rizzoli.

3. Mais tarde, a modelo rumou até Chicago onde acabou por assinar o seu primeiro contrato. A escolhida foi a agência Elite. A fama internacional, essa, só chegaria no final dos anos 1980.

4. Crawford foi uma das caras que mais marcou as décadas de 1980 e 1990 — só durante esse período terá aparecido em cerca de 400 capas. Nesta altura não só trabalhava para marcas de roupa ou posava para revistas, como mostrava as suas capacidades nas passerelles.

5. Entre tantas capas, fez furor em títulos de fama internacional como Vogue, Elle, Harper’s Bazaar e Cosmopolitan. Foi, inclusive, a primeira supermodelo a posar para a Playboy de Hugh Hefner.

https://twitter.com/manteconhomero/status/683382781733408768

6. É estupidamente conhecida pelo sinal junto à boca, mas em tempos chegou a ponderar retirá-lo por ser alvo de gozo na escola.

7. Ao contrário do que se poderia pensar, Crawford não alinha em dietas malucas e está habituada a ouvir o corpo. Se por um lado reconhece que tequila é a sua bebida de eleição, por outro recusa o café por ser demasiado duro no estômago. E em vez de se meter nas ditas dietas da moda, opta por fazer uma “limpeza” de três dias de vez em quando.

8. Vestiu (e lançou) vestidos icónicos. Em 1991, Crawford levou um Versace vermelho para a 63º edição dos Óscares. A modelo podia estar na companhia de Richard Gere, mas foi o vestido (e o seu acentuado decote) que roubou todas as atenções, o mesmo que teve um impacto profundo na moda e foi reproduzido vezes sem conta por outras empresas.

9. Na década de 1990, entrou num videoclip musical de George Michael. O tema era Freedom! e Crawford aparecia ao lado das colegas de profissão Naomi Campbell, Linda Evangelista, Christy Turlington e Tatjana Patitz.

10. Nunca teve grandes problemas em despir-se. Foi exatamente o que fez para a capa de 1993 da Rolling Stone, tal como se pode ver na imagem abaixo.

https://twitter.com/villauldarico4/status/642508544890302464

11. Esteve casada durante quatro anos com o ator Richard Gere. A união terminou em 1995 e, atualmente, Crawford diz que o ex-marido é um estranho para ela.

12. Estreou-se no cinema em 1995 no filme Presa Fácil, onde contracenou com William Baldwin. No entanto, a carreira cinematográfica nunca descolou propriamente do chão.

13. Até 1995, Crawford optava por usar pouca roupa nas muitas capas sensuais que fez. No entanto, nesse ano a modelo despiu-se completamente para a revista Esquire.

14. Foi também em 1995 que a modelo se divorciou de Richard Gere e começou a sair com Rande Gerber.

15. Gerber era também modelo (atualmente é empresário), e em maio de 1998, os dois celebraram o matrimónio.

16. O casal tem dois filhos em conjunto: Presley, que nasceu em 1999, e Kaia, nascida em 2001.

17. Foi precisamente em 1999, quando estava grávida do primeiro filho, que a modelo foi capa da revista W e exibiu com orgulho a barriga.

18. Muito recentemente, Crawford juntou-se a outras supermodelos num projeto batizado “The Reunion” (“A Reunião”, em português). Trata-se de um fashion filmdivulgado no site Nowness e que remete para a icónica capa da revista Vogue britânica fotografada pelo alemão Peter Lindbergh em 1990. Dela fizeram parte Linda Evangelista, Naomi Campbell, Cindy Crawford, Christy Turlington e Tatjana Patitz.

jan90-vogue-cover-1280

19. Quase a celebrar 50 anos de vida, Cindy deu a entender que a reforma está para breve, ainda que admita que não deixará o mundo da moda por completo. “Tenho a certeza que daqui a dez anos vão continuar a tirar-me fotografias, mas não enquanto modelo”, disse na edição de fevereiro da revista Rhapsody.

20. A filha segue as pisadas da mãe. Falamos de Kaia Gerber que aos 13 anos estreou-se num editorial de moda para a Vogue Itália, além de já ter um contrato de moda assinado com a agência IMG Models.

21. Em fevereiro do ano passado uma fotografia de Crawford invadiu a internet, mostrando uma Cindy em lingerie e sem photoshop. A imagem que gerou uma polémica imensa veio mais tarde a provar-se falsa, no sentido em que tinha sido modificada para pior.

22. No final do ano passado lançou o livro Becoming, já a propósito do seu 50º aniversário. A obra é uma espécie de best of da sua carreira e nela estão histórias contadas pela própria, imagens icónicas e outras nunca antes vistas.

23. Mais recentemente, Cindy protagonizou um anúncio para o Super Bowl ao lado de James Corden. A ideia foi parodiar o anúncio original de 1992, onde uma jovem Crawford bebia uma Pepsi de forma sedutora para sofrimento (ou não) de dois miúdos cuscos. As imagens falam por si.

24. Aos 50 anos continua a apresentar uma forma física invejável. Prova de que Crawford enfrenta a idade são as imagens que atualmente circulam na imprensa internacional. A supermodelo de outros tempos foi fotografada a passear numa praia na ilha de St. Barts na última quinta-feira e mostrou ao mundo um corpo de meter inveja a muito boa gente.

25. Atualmente, Cindy Crawford é mãe, empresária e modelo. A ordem varia consoante o dia, tal como se pode ler na respetiva conta de Twitter. Além de ter apostado na criação própria de mobiliário para casa, é também responsável pela linha de beleza Meaningful Beauty.