Arqueólogos encontraram pela primeira vez uma roda de madeira completa da Idade de Bronze no Reino Unido, anunciou a Unidade Arqueológica de Cambridge. A descoberta foi realizada durante escavações no condado de Cambridgeshire, situado a norte de Londres, num local conhecido como “a Pompeia de Peterborough”, ou “Pompeia inglesa”, em alusão a um assentamento completamente abandonado devido a um incêndio há três mil anos.

A roda tem um metro de diâmetro e ainda preserva o seu eixo central, feito de carvalho. Especialistas consideram a descoberta uma peça fundamental para entender a maneira como os britânicos viviam na Idade de Bronze e a tecnologia que tinham disponível na época.

“Esta notável mas frágil roda de madeira é o exemplo completo mais antigo jamais encontrado no Reino Unido. A existência desta roda expande a nossa compreensão da tecnologia da Idade de Bronze e do nível de sofisticação das vidas das pessoas que viviam na beira do pântano há três mil anos atrás”, comemorou Duncan Wilson, diretor do departamento Historic England, em entrevista ao jornal Telegraph.

“A roda é perfeita, muito bem constituída, com painéis costurados juntos. Foi provavelmente parte de uma carruagem ou de uma carroça e, juntamente com as outras descobertas, mostra que esta era uma comunidade complexa que trocava bens, criava riqueza e estava a prosperar”, descreve à publicação Mark Knight, chefe da escavação.

Um dos aspetos mais surpreendentes da descoberta é a sua localização, a alguns metros de outro achado arqueológico: um conjunto de casas erguidas no mesmo assentamento, que teriam caído ao rio durante o incêndio. Segundo explicam os especialistas, o silte (conjunto de sedimentos de dimensão menor do que a da areia e maior do que a argila) terá ajudado a preservar o conteúdo das habitações.

“Entre a riqueza de outros artefactos fabulosos e os novos vestígios estruturais de casas redondas construídas ao longo deste canal do rio, este lugar continua a surpreender e a encantar-nos com a sua visão sobre a vida pré-histórica”, afirmou Kasia Gdaniec, arqueólogo sénior do Conselho do Condado de Cambridgeshire, citado pelo Telegraph e referindo-se à descoberta, anunciada na sexta-feira.

Anteriormente, a roda mais antiga encontrada no Reino Unido foi descoberta no mesmo condado de Cambridgeshire, na década de 90. Ela remonta ao ano 1.300 antes de Cristo, mas é uma peça incompleta e com um diâmetro de cerca de 80 centímetros. Segundo a publicação, as primeiras rodas descobertas na Europa datam do ano 2.500 antes de Cristo, na Idade do Cobre.