Kate Moss não só é uma das supermodelos mais icónicas como um dos rostos mais fotografados do mundo. A sua carreira começou em plena adolescência, quando foi descoberta aos 14 anos no aeroporto JFK, em 1988, e ainda ninguém conseguia prever o sucesso que viria a ter. Agora, as paredes da Zebra One Gallery, em Londres, são palco de uma exposição em sua honra. Chama-se “Kate Moss: Unseen” e está repleta de imagens nunca antes expostas ao público da primeira sessão fotográfica profissional da modelo.

As fotografias, tiradas no verão de 1988, mostram uma jovem e inocente Kate Moss com apenas 14 anos de idade. Nas imagens do fotógrafo Owen Scarbiena, a modelo aparece sem maquilhagem e apenas com uma camisa branca desapertada. Estava assim dado o pontapé para o início da longa carreira da manequim com 41 anos.

No verão de 1988, estava a fotografar uma série de imagens de modelos vestidas com camisas de designers e em roupa interior de desporto quando recebi um telefonema de Sarah Doukas, diretora da Storm Models, a pedir-me para conhecer a nova cara deles. O nome dela era Kate Moss”, diz Owen Scarbiena em entrevista à Vogue britânica. “Ela acabou por se encaixar perfeitamente no projeto que estava a fotografar nesse verão.”

Dois anos depois, Moss foi capa da revista The Face, com fotografias registadas pela lente de Corinne Day, e aos 18 protagonizou o conhecido anúncio para a Calvin Klein ao lado de Mark Wahlberg. Mais campanhas e sessões fotográficas se seguiram até ser mundialmente famosa e transformar-se num ícone de moda. Já Owen Scarbiena continuou a fotografar para importantes publicações e campanhas publicitárias até ir para Itália, onde vive atualmente.

Numa conversa informal com a minha amiga mais próxima, ela falou-me sobre uma galeria que procura imagens icónicas e interessantes para exposições”, explicou Scarbiena. “Isso inspirou-me para rever imagens antigas e encontrei algumas joias, incluindo a primeira série de fotografias profissionais de Kate Moss com 14 anos.”

A modelo Kate Moss como nunca a viu está em fotogaleria e a exposição completa fica aberta ao público na galeria londrina até 8 de março.

Texto editado por Ana Dias Ferreira.