Rádio Observador

Desporto

Triatelta português treina mais de um ano para fazer Duplo Ironman em 24 horas

161

A seis meses da participação no Duplo Ironman, Miguel Carneiro admite que o principal objetivo é concluir os 452 quilómetros, a nadar, a pedalar e a correr, num tempo a rondar as 24 horas.

Bruce Omori/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A seis meses da participação no Duplo Ironman, o português Miguel Carneiro admite que o seu principal objetivo é concluir os 452 quilómetros, a nadar, a pedalar e a correr, num tempo a rondar as 24 horas.

Aos 32 anos, Miguel Carneiro, um militar da marinha nascido em Sagres, mas a viver em Almada há alguns anos, quer tornar-se o primeiro português a concluir este ‘supertriatlo’, que se disputa a 29 de agosto em Panecezys, na Lituânia.

Para conseguir fazer os 7,6 quilómetros de natação, os 360 de ciclismo e os 84,4 de corrida sem qualquer interrupção, Miguel Carneiro começou a treinar há sete meses e tem vindo aumentar gradualmente, sempre sob a orientação do seu treinador, Pedro Quintela.

“É um grande desafio pessoal, físico e psicológico. É uma preparação longa, requer muito tempo a treinar as três modalidades. O meu treinador planeia cada dia, adaptado à minha situação profissional”, explicou, à agência Lusa.

Miguel Carneiro, que admite ser “desde sempre um apaixonado pelo desporto”, já praticou várias modalidades e no triatlo começou pelas distâncias curtas, mas acabou por se motivar com percursos mais longos.

“Á medida que fui aumentando as distâncias, comecei a ver que isso me motivava, era mais desafiante. Cada prova de longa distância é um desafio maior”, refere o triatleta, que já participou em provas semelhantes, como o Ironman e o Ultraman.

Miguel Carneiro descobriu o Duplo Ironman durante uma pesquisa sobre provas de longa distância, achou que era um desafio muito interessante e decidiu embarcar na aventura.

No edição do ano passado, o estónio Rait Ratasepp foi o mais rápido, concluindo com o tempo de 22:34.46 horas. As principais metas de Miguel Carneiro são divertir-se e concluir a prova num dia.

“Quero divertir-me e ter o melhor desempenho possível, é para isso que treino. Gostava de fazer um tempo por volta das 24 horas”, admitiu.

Miguel Carneiro não conta com quaisquer apoios para a preparação e participação nesta prova.

“Ainda não encontrei ninguém que abraçasse esta aventura comigo, para já o único apoio que tenho é do meu clube, o Clube Praças da Armada”, refere, admitindo que prefere não fazer contas sobre os custos de toda a preparação.

Em 2014, quando foi 11.º classificado no Ultraman, disputado no País de Gales, Miguel Carneiro também contou apenas com o apoio do seu clube.

No Duplo Ironman, que começa com a prova de natação, Miguel Carneiro acredita que os setores mais difíceis serão o ciclismo e a corrida.

“O ciclismo vai ser muito difícil, vou pedalar 360 quilómetros, vão ser muitas horas, ainda por cima vamos pedalar em circuito e de noite”, disse, acrescentando: “O mais difícil vai ser a corrida. Depois de todo o desgaste sobre o corpo, vou ter de correr uma dupla maratona”.

Até ao dia da prova, Miguel Carneiro nunca irá treinar as distâncias totais da competição, mas até ao final da preparação será sempre em crescendo.

“Seria uma grande fadiga para o corpo, iria influenciar os treinos negativamente, mas muito perto da prova há de ser sempre a aumentar os volumes”, explicou.

Miguel Carneiro treina sete dias por semana em períodos que variam “entre duas a seis ou sete horas”, e nos dias de menor carga faz treino de regeneração ou recuperação “com uma hora a pedalar ou a correr”, naquilo a que chama “um descanso ativo”.

Todo o treino é adaptado à sua situação profissional, porque, explica, “é preciso estar a 100% no trabalho e a 100% nos treinos”.

Miguel Carneiro admite que a sua formação militar é útil na disciplina que precisa para treinar, e garante que consegue conjugar na perfeição os treinos com a vida em família e com os amigos.

Ainda a meses da participação no Duplo Ironman, Miguel Carneiro sonha já com um novo desafio “muito difícil e dispendioso, no qual só entram mesmo os melhores”: o Enduroman Arch to Arc, que liga o Marble Arch, em Londres, ao Arco do Triunfo, em Paris.

Depois de correrem 140 quilómetros entre Londres e Dover, os participantes nadam 33,8 quilómetros até Calais, em França, de onde partirão rumo ao Arco do Triunfo, numa tirada de 289,7 quilómetros de bicicleta.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)