A seis meses da participação no Duplo Ironman, o português Miguel Carneiro admite que o seu principal objetivo é concluir os 452 quilómetros, a nadar, a pedalar e a correr, num tempo a rondar as 24 horas.

Aos 32 anos, Miguel Carneiro, um militar da marinha nascido em Sagres, mas a viver em Almada há alguns anos, quer tornar-se o primeiro português a concluir este ‘supertriatlo’, que se disputa a 29 de agosto em Panecezys, na Lituânia.

Para conseguir fazer os 7,6 quilómetros de natação, os 360 de ciclismo e os 84,4 de corrida sem qualquer interrupção, Miguel Carneiro começou a treinar há sete meses e tem vindo aumentar gradualmente, sempre sob a orientação do seu treinador, Pedro Quintela.

“É um grande desafio pessoal, físico e psicológico. É uma preparação longa, requer muito tempo a treinar as três modalidades. O meu treinador planeia cada dia, adaptado à minha situação profissional”, explicou, à agência Lusa.

Miguel Carneiro, que admite ser “desde sempre um apaixonado pelo desporto”, já praticou várias modalidades e no triatlo começou pelas distâncias curtas, mas acabou por se motivar com percursos mais longos.

“Á medida que fui aumentando as distâncias, comecei a ver que isso me motivava, era mais desafiante. Cada prova de longa distância é um desafio maior”, refere o triatleta, que já participou em provas semelhantes, como o Ironman e o Ultraman.

Miguel Carneiro descobriu o Duplo Ironman durante uma pesquisa sobre provas de longa distância, achou que era um desafio muito interessante e decidiu embarcar na aventura.

No edição do ano passado, o estónio Rait Ratasepp foi o mais rápido, concluindo com o tempo de 22:34.46 horas. As principais metas de Miguel Carneiro são divertir-se e concluir a prova num dia.

“Quero divertir-me e ter o melhor desempenho possível, é para isso que treino. Gostava de fazer um tempo por volta das 24 horas”, admitiu.

Miguel Carneiro não conta com quaisquer apoios para a preparação e participação nesta prova.

“Ainda não encontrei ninguém que abraçasse esta aventura comigo, para já o único apoio que tenho é do meu clube, o Clube Praças da Armada”, refere, admitindo que prefere não fazer contas sobre os custos de toda a preparação.

Em 2014, quando foi 11.º classificado no Ultraman, disputado no País de Gales, Miguel Carneiro também contou apenas com o apoio do seu clube.

No Duplo Ironman, que começa com a prova de natação, Miguel Carneiro acredita que os setores mais difíceis serão o ciclismo e a corrida.

“O ciclismo vai ser muito difícil, vou pedalar 360 quilómetros, vão ser muitas horas, ainda por cima vamos pedalar em circuito e de noite”, disse, acrescentando: “O mais difícil vai ser a corrida. Depois de todo o desgaste sobre o corpo, vou ter de correr uma dupla maratona”.

Até ao dia da prova, Miguel Carneiro nunca irá treinar as distâncias totais da competição, mas até ao final da preparação será sempre em crescendo.

“Seria uma grande fadiga para o corpo, iria influenciar os treinos negativamente, mas muito perto da prova há de ser sempre a aumentar os volumes”, explicou.

Miguel Carneiro treina sete dias por semana em períodos que variam “entre duas a seis ou sete horas”, e nos dias de menor carga faz treino de regeneração ou recuperação “com uma hora a pedalar ou a correr”, naquilo a que chama “um descanso ativo”.

Todo o treino é adaptado à sua situação profissional, porque, explica, “é preciso estar a 100% no trabalho e a 100% nos treinos”.

Miguel Carneiro admite que a sua formação militar é útil na disciplina que precisa para treinar, e garante que consegue conjugar na perfeição os treinos com a vida em família e com os amigos.

Ainda a meses da participação no Duplo Ironman, Miguel Carneiro sonha já com um novo desafio “muito difícil e dispendioso, no qual só entram mesmo os melhores”: o Enduroman Arch to Arc, que liga o Marble Arch, em Londres, ao Arco do Triunfo, em Paris.

Depois de correrem 140 quilómetros entre Londres e Dover, os participantes nadam 33,8 quilómetros até Calais, em França, de onde partirão rumo ao Arco do Triunfo, numa tirada de 289,7 quilómetros de bicicleta.