Alerta amantes do vinho, há mais um motivo para brindar. A 13º edição do Essência do Vinho – Porto está de regresso ao icónico Palácio da Bolsa, no centro histórico da Invicta, já habituado a receber festas de muita pompa e alguma circunstância. A partir de esta quinta-feira, e até dia 28 de fevereiro, não há exceção à regra, com um dos maiores eventos de vinho a marcar a agenda social. Fique a saber quais as perguntas (e respostas) que deve colocar a si próprio antes de encher o primeiro copo.

Estamos a falar de quantos vinhos?

Apesar de grandes, os números são fáceis de decorar e vão, muito provavelmente, provocar-lhe um sorriso no rosto: um total de 350 produtores vai disponibilizar cerca de 3.000 vinhos nacionais e estrangeiros, pelo que vai ter muito por onde escolher, literalmente. É que o bilhete de acesso, que começa nos 25 euros, inclui um copo Riedel que pode ser enchido tantas vezes quanto o desejado, sendo que na feira vão estar vinhos com mais de 130 anos, rótulos raros das principais regiões demarcadas portuguesas, mas também lançamentos recentes e néctares com sotaque australiano, sul-americano e castelhano (referimo-nos aos famosos espumantes da Catalunha).

A ideia não é, no entanto, limitar-se às provas — não se esqueça de cheirar antes e depois de abanar o copo de vinho –, mas também meter conversa com os diferentes produtores. E caso queira fazer boa figura, opte por perguntar, seja em que língua for, qual a colheita, casta e região do vinho que lhe chegar ao nariz e, depois, à boca.

Há provas e provas. Quais devo escolher?

Provas comentadas não faltam num evento destes — nem outra coisa seria de esperar. O programa não dá folga ou tréguas, felizmente, e promete deixá-lo continuamente interessado. O difícil, tal como no caso do vinho, é escolher. Se por um lado é possível dar de caras com vinhos Madeira com Indicação de Idade (dia 25 às 16h30; 100 euros), por outro, pode aperfeiçoar a arte de apreciar os cavas catalães Juvé y Camps (dia 25 às 17h00; 25 euros).

No dia seguinte é tempo de levar à boca vinhos do Porto do século XIX e início do século XX (16h30, 250 euros), numa prova orientada pelo sempre carismático Bento Amaral, responsável pela Câmara de Provadores do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto. E porque a história do vinho não se faz apenas de néctares provenientes de solo nacional, na prova dedicada aos vinhos da América do Sul há espumante brasileiro, Malbec argentino ou Carmenère chinelo, todos eles nascidos em vinhas desse “Novo Mundo”, tal como lhe chama a organização (dia 26, 20h00, 25 euros).

As sugestões passam também pelos Tawnies da Sandeman, que completou 225 anos de vida em 2015, pela prova mistério com propostas da Casa Ermelinda Freitas e ainda pelos vinhos da Bairrada.

ev

Um exemplo ilustrativo de edições anteriores. (foto: Facebook / Essência do Vinho)

E a comida, quando chega?

De tanto provar (se for esse o caso), o mais certo é querer meter algo mais sólido no estômago, para acompanhar. Não há motivos para preocupações, neste aspeto, uma vez que do programa fazem parte harmonizações entre vinho e comida. Começando do fim para o princípio — isto é, do que pode ser considerado a sobremesa para os pratos principais –, há combinações curiosas de entre vinho do Porto e chocolate (dia 28 às 17h30; 25 euros), uma das atividades mais procuradas no evento, mas também a apresentação de chocolate de vinho (dia 27, às 20h00; 25 euros). A ideia de trincar vinho soa-lhe bem, não soa?

Num registo diferente está a atividade dedicada aos 25 anos da Quinta dos Carvalhais, propriedade da Sogrape (dia 25 às 19h00; 50 euros). Os vinhos desta quinta no Dão vão chegar à mesa acompanhados pelas criações do chef belga Bart de Pooter, do restaurante Pastorale, que tem duas estrelas Michelin. Como se não bastassem serem confecionadas por um cozinheiro estrelado, as propostas serão ainda servidas pelo sommelier Olivier Fonteyne, do restaurante De Karmeliet, em Bruges, com outras três estrelas Michelin. Um luxo.

O quê? Essência do Vinho — Porto
Quando? Dia 25, das 15h às 20h, 26 e 27, das 15h às 21h, e dia 28, das 15h às 19h.
Onde? No Palácio da Bolsa, na Rua Ferreira Borges, no Porto.
Quanto? A partir de 25 euros (atividades a parte)