agenda-cultural-inverno_NORTE

Em Braga, o Theatro Circo irá receber esta quinta e sexta-feira em exclusivo nacional o espetáculo “Still Life”, do coreógrafo grego Dimitris Papaioannou. Este será a última peça do ciclo “A Dança Dança-se com os Pés” que, no âmbito do centenário do teatro, trouxe a Braga alguns dos maiores nomes da dança contemporânea nacional e internacional.

“Still Life” estreou em Atenas em 2014 e esgotou várias apresentações em em Paris, Bordéus, Nova Iorque, Milão e Estocolmo. A peça foi inspirada no mito de Sísifo, uma personagem mítica que foi condenado pelos deuses a passar a eternidade a empurrar uma enorme pedra pela encosta de uma montanha.

“É um trabalho sobre trabalho, sobre o confronto com a matéria física de forma a elevar a nossa existência; uma tentativa de aproximação ao teatro que gera energia meditativa através de ações simples, encorajando uma viagem emocional através de ilusões óticas”, explicou o coreógrafo.

Na sexta-feira e no sábado, a Casa das Artes de Famalicão vai receber os Deolinda. Os dois concertos marcam o arranque da digressão de promoção do novo álbum, Outras Histórias, com lançamento marcado para março. Os concertos começam às 21h30 e os bilhetes custam 15 euros.

No Palácio da Bolsa, no Porto, começa esta quinta-feira mais uma edição do Essência de Vinho, um dos maiores eventos de vinho do país. Vão ser 350 produtores que, até domingo, vão disponibilizar cerca de três mil vinhos nacionais. Mas se até é mais de filmes, dirija-se antes ao Teatro Tivoli, onde já começou o aquecimento para mais uma edição do Fantasporto, o Festival Internacional de Cinema Fantástico que já vai na 36ª edição. No âmbito do Pré-Fantas, que começou esta segunda-feira, serão exibidos na quinta os filmes Shadows (2007), do realizador de origem macedónia Milcho Manchevski, e The Entity (1980), de Eduardo Schuldt.

A abertura oficial do festival está marcada para sexta-feira, com a estreia mundial de Gelo, um filme de Luís e Gonçalo Galvão Teles. Gelo, que será exibido no Grande Auditório do Rivoli, conta com a participação dos atores Afonso Pimentel, Albano Jerónimo, Ivo Canelas, Ruth Gabriel e a espanhola Ivana Banquero, protagonista de O Labirinto de Fauno, de Guilherme del Toro. Para mais informações sobre a programação do Fantasporto para esta semana consulte o guia do Observador com alguns dos filmes que não pode perder.

[jwplatform mh9Wixs2]

Trailer do filme Gelo, que será apresentado na Sessão de Abertura do Fantasporto

No mesmo dia, o Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, irá receber depois da meia-noite os Salto, banda promissora da cena musical nacional. O grupo irá apresentar o seu mais recente trabalho, Passeio de Virtudes, lançado a 30 de janeiro. Os bilhetes custam três euros.

No sábado, será a vez do Grande Auditório do Vila Flor irá acolher o recital de piano “Satie.150”, de Joana Gama, que pretende assinalar os 150 anos do compositor e pianista francês Erik Satie. Depois de ter atuado no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a pianista irá viajar até Guimarães para um concerto que incluirá, para além de obras de Satie, peças de autores como John Cage, John Adams e Alexander Scriabin, que com ele partilhavam o mesmo gosto pela desformalização musical.

Também no sábado, os barcelenses Black Bombaim irão juntar-se ao líder do free jazz, Peter Brötzmann, para um dueto improvável no Hard Club, no Porto. A dar as boas-vindas estará Jorge Queijo, membro de projetos como TORTO ou Os Príncipes. Os bilhetes custam dez euros e podem ser adquiridos diretamente no Hard Clube ou em bol.pt.

Já na Póvoa de Varzim está a decorrer mais uma edição do “Correntes d’Escrita”, o famoso festival literário que todos os anos junta centena de escritores. Até sábado, haverá muito para ver e fazer — debates, apresentações, passeios literários e uma feira do livro.O Observador fez um apanhado do extenso programa e de quem por lá irá passar. É só dar uma vista de olhos.

agenda-cultural-inverno_CENTRO

No Salão Brasil, o fim de semana promete ser (literalmente) em cheio. Esta quinta-feira irá subir ao palco do espaço de Coimbra o trio de jazz britânico-norueguês The Geordie Approach. Nas noites de sexta-feira e sábado, o salão irá receber a editora portuense Porta-Jazz, num ciclo que contará com os concertos de Espécie de Trio, João Mortágua 4tet “Janela”, Map e Ploo.

Se é fã de tertúlias literárias, a Nova Acrópole, em Aveiro, irá organizar esta quinta-feira uma sessão dedicada ao Livro do Desassossego, de Bernardo Soares. A uma apresentação inicial, seguir-se-á um debate sobre a obra do semi-heterónimo de Fernando Pessoa, sob a moderação do orador Marcelo Melo. A entrada é livre.

No sábado, o Centro de Arte de Ovar vai receber Rodrigo Leão. O concerto está marcado para as 22h e os bilhetes custam 13 euros. Já em Vila Nova de Tazem, em Gouveia, irá decorrer durante este fim de semana o Festival das Migas e do Azeite. Haverá provas, degustações, workshops e, claro, muitas migas.

agenda-cultural-inverno_SUL

O Coliseu de Lisboa vai receber na sexta-feira dois dos nomes maiores da música portuguesa. Jorge Palma e Sérgio Godinho vão juntar-se em palco para partilharem quatro décadas de música. O concerto começa às 21h30 e a entrada custa entre 15 e 25 euros (os bilhetes para as cadeiras de orquestra, primeira e segunda plateia e balcão central ímpar já se encontram esgotados).

No mesmo dia, os Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa vão receber durante a tarde os solistas da Orquestra Metropolitana de Lisboa para um concerto dedicado não a um, mas a dois Bachs — Johann Sebastian Bach e Carl Philipp Emanuel Bach. Na flauta estará Nuno Inácio e no cravo Marco Magalhães. “Bach x2” começa às 13h e a entrada é livre.

No dia seguinte, a Orquestra Metropolitana vai estar no Teatro Thalia, na Estrada das Laranjeiras. O alinhamento do concerto inclui peças de Felix Mendelssohn e Robert Schumann. A dirigir a orquestra estará o maestro Daniel Smith. A entrada custa 12 euros.

No âmbito do festival solidário + Música + Ajuda, criado pela Associação CAIS, os Blasted Mechanism vão dar dois concertos de tributo a David Bowie, onde recriarão alguns dos temas mais emblemáticos do músico, como “Space Odity” e “Starman”. O primeiro dos dois concertos aconteceu na quarta-feira na Casa da Música, no Porto, e o segundo está marcado para sexta-feira, dia 26, no Estúdio Time Out do Mercado da Ribeira, em Lisboa. A entrada custa seis euros.

nos alive 2015, blasted mechanism,

Os Blasted Mechanism vão dar dois concertos de tributo a David Bowie (HUGO AMARAL/OBSERVADOR)

Não muito longe dali, irão reunir-se três gigantes da música exploratória, doom e experimental. Stephen O’Malley, fundador dos Sunn O))), irá juntar-se a Filipe Felizardo e aos portugueses Process of Guilt para comemorar os dez anos do Music Box, no Cais do Sodré. As portas abrem às 22h e os bilhetes custam 16 euros. Não existem desculpas para faltar.

Melhor do que ameaçar as crianças de que o nariz cresce de cada vez que dizem uma mentira, é levá-las este fim de semana ao Teatro Maria Matos, em Lisboa, onde estará em exibição a partir deste sábado a peça “Pinocchio”. Os bilhetes custam entre seis e 12 euros. E falando em Pinóquio, entre quinta-feira e domingo estará em exibição no Centro Cultural de Belém (CCB) a peça “E então, Pinocchio sou eu?”, de Ainhoa Vidal, Gonçalo Alegria e Tiago Barbosa. “Um espetáculo sobre tudo aquilo que nos faz ser de carne e osso.”

No CCB, estará também em cena o novo espetáculo de dança de Victor Hugo Pontes. “Se alguma vez precisares da minha vida, vem e toma-a” foi buscar inspiração à peça “A Gaivota”, de Anton Tchékhov, “um texto como ponto de partida é o desafio a que o coreógrafo se propõe”, refere o site do CCB.

Na outra ponta da cidade, o Teatro do Bairro apresentará entre quinta-feira e sábado a peça “The Motherfu**er with the Hat”, de Stephen Adly Guirgis e com encenação de John Frey. “The Motherfu**er with the Hat” é uma comédia estridente sobre dois amantes, Jackie e Verónica, que mantêm uma relação autodestrutiva e os amigos que os rodeiam. Todas as sessões começam às 21h e os bilhetes custam entre cinco (quinta-feira) e dez euros (sexta-feira e sábado).

Na Universidade de Évora, irá começar este fim de semana o congresso internacional “Vergílio Ferreira: entre o silêncio e a palavra total”, que assinala os 100 anos do nascimento do escritor. Organizado conjuntamente pelos departamentos de Linguística e Literaturas e de Filosofia, o congresso pretende reunir “investigadores de várias áreas do saber em torno de Vergílio Ferreira, para (re)evocar as coordenadas que pautam a sua escrita e promover novas hipóteses interpretativas do seu legado ficcional e ensaístico”, refere o site da universidade.