A Grécia recusou uma visita pedida pela ministra do Interior austríaca, aumentando a tensão política entre Atenas e Viena sobre a questão dos refugiados, indicou fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros grego.

Citada pela agência noticiosa ANA, a fonte afirmou que as autoridades de Atenas recusaram a visita proposta por Johanna Mikl-Leitner, sem avançar mais pormenores.

A rejeição surge um dia depois de as autoridades gregas terem chamado para consultas o embaixador helénico em Viena, medida de retaliação contra a decisão austríaca de deixar Atenas fora de uma reunião sobre a migração nos Balcãs.

A Grécia sustenta que a Áustria tem encorajado vários países dos Balcãs a restringir os postos fronteiriços nas principais rotas migrantes, obrigando os refugiados a procurar entradas na Europa através das ilhas gregas.