O treinador do Sporting de Braga, Paulo Fonseca, elogiou o Fenerbahçe, adversário dos minhotos nos oitavos de final da Liga Europa de futebol, e atribuiu-lhe o favoritismo na eliminatória.

“Independentemente do adversário que nos iria calhar, sabíamos que não iríamos ser favoritos. Espera-nos uma tarefa difícil, como já esperávamos. Acho que o Braga nunca foi tão desejado num sorteio. O Fenerbahçe tem um plantel fabuloso, com jogadores como Nani, Bruno Alves, Markovic, Fernandão, Sousa ou Van Persie. Nos últimos 31 jogos tem uma derrota, esta época só perdeu por quatro vezes, na Liga Europa só uma vez, com o Molde”, destacou.

O facto de ser a única equipa portuguesa na Liga Europa faz com que “todos os portugueses vão torcer” pelo Braga, embora Paulo Fonseca gostasse de ter companhia.

“É com pena que não vejo outras equipas portuguesas na competição, era ótimo para amealhar mais pontos para o ‘ranking’ nacional, mas há que perceber que o FC Porto como o Sporting defrontaram adversários de grande qualidade e acaba por ser uma situação normal o seu afastamento, porque não há comparação possível entre os investimentos que os clubes portugueses fazem e que clubes como o Dortmund e o Leverkusen fazem”, disse.

O Sporting de Braga conquistou a Taça Intertoto há sete anos e o técnico foi confrontado sobre se isso pode ser inspirador para esta época.

Paulo Fonseca respondeu que prefere ser “realista e não sonhador” e lembrou o início de época.

“Sonhar todos sonhamos, todos ambicionamos títulos e coisas memoráveis nos clubes, mas temos de estar sempre conscientes da realidade e não podemos prometer de ânimo leve. Eu não sonho acordado, vamos pensar no próximo jogo e continuar com os pés bem assentes na terra”, disse.

O treinador lembrou que, no início da época, viu “muita gente assustada porque o Braga estava a desfazer uma equipa”.

“Agora todos sonham com títulos, com a Liga Europa, que temos um plantel de grande qualidade, quando na altura todos duvidavam do que o Braga poderia ser este ano, mas continuo muito realista, embora nunca tenha duvidado do que poderíamos fazer este ano”, disse.