Primeira Liga NOS

Luís Filipe Vieira quer Slimani no dérbi

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, apelou ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa que se tiver de castigar o jogador do Sporting Slimani o faça depois do dérbi de sábado entre as duas equipas.

JOSE COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, apelou este domingo ao Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa que se tiver de castigar o jogador do Sporting Slimani o faça depois do dérbi de sábado entre as duas equipas.

“A justiça deve ser célere. Deve castigar ou ilibar, mas deve ser célere. Aquilo que espero é que nenhum jogador seja impedido de jogar contra nós. Castiguem se o tiverem de fazer, mas depois do nosso jogo”, afirmou o dirigente ‘encarnado’ no discurso de abertura dos Galardões Cosme Damião, iniciativa que assinala o 112.º aniversário do clube lisboeta.

No seu discurso, Luís Filipe Vieira criticou aqueles que “fazem tudo para criar divisões no futebol português e que se pode aceitar esses comportamentos ou então rejeitar”.

“Podemos continuar a aceitar aqueles que fazem da divisão, do conflito, da intimidação o seu modo de vida, e achar que o futebol português pode sobreviver a isso. Ou, então, temos de rejeitar tudo isto e exigir comportamentos orientados pela ética e pela responsabilidade”, afirmou para uma plateia onde estava presente o presidente da Liga de clubes, Pedro Proença.

Durante a sua intervenção, o presidente do Benfica elogiou a história do clube, mas também o presente, sublinhando que a equipa ‘encarnada’ é hoje uma “referência europeia”.

“Somos admirados a nível internacional. A união e a estabilidade que conseguimos ter nos últimos anos permitiu-nos voltar a ser um clube global”, realçou.

O Benfica vai defrontar o Sporting, em Alvalade, no sábado, em jogo da 25.ª jornada da I Liga.

Antes disso, na segunda-feira, as ‘águias’ defrontam em casa o União da Madeira a partir das 19:45, um jogo que deveria ter sido disputado hoje, mas que foi adiado.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Liberdades

O medo da liberdade /premium

Paulo Tunhas

O que esta nova esquerda busca não se reduz ao desenvolvimento de um Estado tutelar. É algo que visa a perfeita eliminação da sociedade como realidade distinta do Estado. Basta ouvir Catarina Martins.

25 de Abril

Princípio da União de Interesses

Vicente Ferreira da Silva

O nosso sistema de governo promove desigualdades entre os cidadãos, elimina a responsabilidade dos titulares de cargos públicos e limita as liberdades, os deveres e os direitos fundamentais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)