Um dos temas que gerou mais polémica por parte do candidato à nomeação republicana, Donald Trump, foi o terrorismo. Para o combater, o empresário afirmou que iria ordenar técnicas de tortura contra suspeitos defendendo, inclusivamente, que os Estados Unidos deveriam matar elementos familiares dos terroristas.

Durante o programa do canal HBO “Real Time”, apresentado por Bill Maher, Michael Hayden, antigo diretor da CIA que ocupou o cargo entre 2006 e 2009, mostrou-se “extremamente preocupado se o Presidente Trump governasse de uma forma consistente com o discurso do candidato Trump”.

Sobre a defesa de tortura e da morte de familiares de terroristas, Hayden não tem dúvidas em afirmar que se o empresário, enquanto Presidente desse ordens deste género, “as forças armadas americanas iriam recusar-se a atuar”.

A afirmação forte surpreendeu até o apresentador que disse: “Isso é uma declaração e tanto, senhor”.