O treinador de futebol Marco Silva, que dirige o Olympiakos, foi agredido no decorrer do jogo de quarta-feira da meia-final da Taça da Grécia, entre o seu clube e o PAOK Salónica. O técnico foi atingido com um copo de água arremessado das bancadas quando se encontrava na linha lateral do campo. A agressão ocorreu quando dois terços do jogo já tinham sido disputados, ao minuto 59.

O árbitro Andreas Pappas interrompeu o jogo durante uns instantes para confirmar se o antigo treinador do Sporting se encontrava bem e a partida foi retomada. No entanto, meia hora depois, ordenou que a bola parasse de rolar. Em cima do final do tempo regulamentar, decidiu interromper a partida definitivamente (ao minuto 89), depois da expulsão de Robert Mak, futebolista do PAOK. Na sequência dessa expulsão os adeptos atiraram tochas para dentro do campo e invadiram as quatro linhas.

O jogo foi suspenso por falta de segurança, quando o Olympiakos ganhava por 2-1.

A tensão já tinha começado antes do apito inicial do árbitro. A polícia deteve três adeptos do PAOK por desacatos com as forças policiais no exterior do estádio.