agenda-cultural-inverno_NORTE

Mulher bonita mexe com o seu coração. Falamos, claro, de Seu Jorge, autor de uma das músicas mais badaladas dos últimos tempos, e que tem concerto marcado esta sexta-feira, às 22h00, no Pavilhão Multiusos de Guimarães. A promessa é de um “novo espetáculo intimamente diferente de todos os que já realizou nos últimos anos em Portugal”. Bilhetes a partir de 25 euros. Sábado há concerto em Lisboa.

Fim de semana forte na discoteca Gare Porto. Na sexta-feira, a música techno vai sair das mãos do DJ alemão Ben Klock, que já deixou o Gare sem fôlego no passado. Na noite seguinte, a segunda edição da Warehouse vai ter como nome grande John Talabot, nome artístico do catalão Oriol Riverola, com o qual mistura a eletrónica com as influências da música africana, asiáticas, flamenco, soul e tudo o mais que com ela combinar. No sábado também há Rygen na cabine. Tanto Ben Klock como John Talabot também passam pelo Lux, em Lisboa, cada um com um dia de antecedência face às datas do Porto.

Antecipando a chegada da Primavera, o Porto enche-se de flores com a Semana das Camélias. O programa de uma semana começa no sábado às 11h00 no Mercado Bom Sucesso com uma sessão de “Pratos com História” com Saphir Cristal. Pensada para as crianças, na sessão vão-se contar histórias, cozinhar e, por fim, degustar um prato inspirado no “Porto. Cidade das Camélias”. A participação é gratuita mas requer inscrição.

semana das camelias porto

A primavera chega mais cedo ao Porto, com a Semana das Camélias. ©Divulgação

Também no sábado tem início a tradicional Exposição de Camélias, onde se inclui o Mercado da Camélia, assim como várias oficinas em torno da camélia, como “Camélias sem Segredos”, “Multiplicação de Camélias” ou “Cria o teu Herbário”. Durante os dois dias da exposição os visitantes podem também assistir a um Teatro de Sombras Japonesas da autoria da artista plástica japonesa Beniko Tanaka (sábadoàs 17h00 e domingo às 15h00 e 17h00). O acesso é livre.

O Teatro Municipal do Porto apresenta, em estreia nacional, “Ivanov“, uma adaptação mais contemporânea a partir do texto original de Anton Tchekhov por parte do encenador iraniano Amir Reza Koohestani. O espetáculo é de apresentação única no sábado, às 1h00, no Teatro Campo Alegre. Os bilhetes custam 10 euros.

agenda-cultural-inverno_CENTRO

O brasileiro Cícero está de volta a Portugal para quatro concertos, o último marcado para sábado à noite, no Cine-Teatro Avenida. O terceiro disco, A Praia, faz este mês um ano desde que foi lançado e deverá servir de base à passagem por Castelo Branco. Cícero é um nome obrigatório da nova música brasileira e vem acompanhado por Bruno Schulz (acordeão e sintetizadores), Uirá Bueno (bateria), Gabriel Ventura (guitarra) e baixo (Cairê Rêgo). Bilhetes entre os oito e os 10 euros.

A Casa Municipal da Cultura de Coimbra recebe até domingo a Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada. O objetivo é promover a leitura aos quadradinhos e isso vai fazer-se com venda de livros, revistas e outras edições de BD, material de merchandising, exposições de desenhos originais e de estatuetas BD, apresentações de obras, documentários, filmes de animação, tertúlias com autores e sessões de autógrafos. Está ainda previsto um direto radiofónico por parte da Rádio Universidade de Coimbra, onde o público vai poder participar.

Há muito para fazer na 18.ª Semana Cultural Universidade de Coimbra, que celebra os 726 anos da instituição. Um dos pontos do programa é o regresso da iniciativa “A biblioteca mostra (e explica) os seus tesouros”. Sábado às 10h00, há uma palestra sobre mais uma das peças bibliográficas notáveis dos fundos da biblioteca, o Livro de Horas. Maria José Azevedo Santos vai mostrar ao público o livro e falar da obra intelectual.

agenda-cultural-inverno_SUL

Faça por dormir bem na noite de quinta-feira. Todas as energias devem ser guardadas para a primeira edição do Lisboa Dance Festival, que vai ocupar a Lx Factory na sexta e no sábado. Há a teoria — debates, conferências e um mercado com a presença de marcas e editoras do universo da eletrónica — e, claro, há a prática, ou seja, os concertos para abanar todos os ossos do corpo. Vão estar presentes cerca de 60 artistas, como Sven Vath, Motor City Drum Ensemble, Move D, Vakula, DJ Ride ou Magazino. Na sexta-feira as portas abrem às 16h30 e, no sábado, logo às 14h00. Fora da Lx Factory há ainda after parties no Ministerium Club. A pulseira para os dois dias custa 50 euros se comprada no dia.

A Monstra chegou esta quinta-feira a várias salas de cinema de Lisboa e ali fica até ao dia 13 de março. Nada há a temer. O festival de animação traz mais de 500 filmes portugueses e estrangeiros, entre os quais “O Profeta“, em antestreia em Portugal, com realização de Roger Allers (“O Rei Leão”). Consulte o programa completo. Falhar este festival é pior do que ser atacado por um monstro. Os bilhetes para custam quatro euros e nas sessões pais e filhos, as crianças até aos 12 anos pagam apenas um euro.

No sábado e no domingo, entre as 12h00 e as 22h00, há Street Fest no Martim Moniz. Quer isto dizer que o Mercado de Fusão vai encher-se de carrinhas de comida de rua com sabores variados, da comida oriental à vegetariana, sem esquecer os doces. Há DJs a pôr sempre música e o acesso é gratuito.

TGN-crditos-Eduardo-Martins

Nasceu uma nova companhia de teatro e isso são boas notícias. A primeira peça apresenta-se entre quinta-feira e sábado. ©Eduardo Martins / Divulgação

Num ambiente mais indoor, o Campo Pequeno volta a receber alguns dos melhores produtores nacionais de comidas e bebidas, na quinta edição do Mercado Gourmet. Quem se deslocar até esta arena lisboeta entre sexta-feira e sábado vai ter de se segurar para não comer de tudo o que é enchidos, patês, compotas, queijos, azeite, vinhos e licores, chocolate, doçaria, mel, conservas e chás. A entrada custa um euro, dedutível em compras iguais ou superiores a oito euros.

Se as crianças lá de casa não sabem jogar ao quebra-bilhas, à vara-cega nem à torre do tesouro, vão poder aprender este domingo, no Castelo de São Jorge. Às 11h00 começa mais uma atividade “Jogos em Família“, desta vez dedicada a brincadeiras que se adequam à idade deste castelo de Lisboa. Cada criança (maiores de cinco anos) paga 3,50 euros. É necessária inscrição prévia.

Nasceu uma nova companhia de teatro e o primeiro espetáculo é já esta quinta-feira, no Cinema-Teatro Joaquim d’Almeida, no Montijo. “Toda a Gente e Ninguém” é o nome da primeira produção da Companhia Mascarenhas-Martins, parte de um texto original sobre o quotidiano. No decorrer de um dia, seis personagens debatem-se com os desafios colocados pela vida contemporânea. Enquanto uns se resignam, outros tentam identificar os problemas. Uns mandam, outros obedecem. E o público está convidado a assistir, quinta, sexta e sábado, às 21h30. Os bilhetes custam seis euros.

Continuando nas artes cénicas, mas mais a sul, já começou a 4.ª edição do Festiv​al Internacional de Teatro do Alentejo. Até 13 de março, Beja, Évora e Portalegre, com extensões a Grândola, Elvas e Santiago do Cacém, acolhem peças de teatro de diferentes companhias. Sábado, por exemplo, o teatro Pax Julia, em Beja, recebe a peça mexicana “Jacinto y Nicolasa”, uma história onde um assassino é, na realidade, um herói, e um criminoso que na realidade é uma vítima.