Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa: “Não há incompatibilidade entre jovens e política”

Eles tiram "selfies" com o Presidente, mas será que estão próximos da política? A relação pode estar em crise, mas Marcelo assume os comandos da reconciliação. "Não é uma causa perdida", diz.

Marcelo pede mais interesse e participação dos jovens no poder local: nas freguesias, municípios e associações de municípios.

Orlando Almeida

O Presidente eleito quer ver mais felicidade na relação entre os jovens e a política e assume o objetivo para o cargo que aí vem. Marcelo Rebelo de Sousa diz não concordar com as “visões negativistas” que apontam uma “incompatibilidade radical entre os jovens e a política” e garante que reatar esta ligação não é “uma causa perdida”.

As considerações são escritas num texto disponível na plataforma Agora. Marcelo começa por apontar o que está a correr mal: fala do “desinteresse” que vive junto com a “desconfiança, rejeição” e com a “abstenção, não só eleitoral, como de intervenção no dia a dia”. É preciso resolver o “estrangulamento”, diz.

A prioridade neste campo é o poder local. A poucos dias da tomada de posse, Marcelo congratula-se com “o papel crescente de jovens em associações ou clubes desportivos, culturais, bandas, movimentos locais ou setoriais”, uma participação que acaba por ser “política” porque tem efeitos na vida da comunidade, a “pólis”. Marcelo pede, sim, mais interesse e participação dos jovens no poder local: nas freguesias, municípios e associações de municípios.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Amêndoas da Páscoa /premium

Maria João Avillez
230

Daqui a uns dias Notre Dame terá algumas linhas nos jornais e quando muito falar-se-á nos milhões doados pelos “ricos”, não no valor do ex-libris da civilização que nos foi berço e nos é raiz e matriz

Administração Pública

A (Des)orientação ao Cidadão

Carlos Hernandez Jerónimo

Não basta produzir plataformas e sistemas mesmo que em co-criação com o cidadão, que apenas ligam dois pontos em linha reta e que ao mínimo desvio empurram o cidadão para o balcão e a fila de espera. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)