A Polícia Judiciária (PJ) deteve um casal suspeito de assaltar à mão armada, desde o passado mês de fevereiro, seis papelarias e tabacarias do Grande Porto para levar dinheiro das caixas registadoras e lotarias instantâneas (raspadinhas).

Os suspeitos, de 42 e 51 anos, ambos desempregados, com antecedentes criminais pela prática de crimes de roubos à mão armada e tráfico de droga, ficaram em prisão preventiva — medida de coação mais gravosa.

“O casal foi detido pela PJ durante mais um assalto cometido numa papelaria na zona de Leça da Palmeira, Matosinhos, tendo-lhes sido apreendido o produto do roubo, a viatura utilizada nos crimes e duas réplicas de armas de fogo, além de raspadinhas no valor de aquisição de 600 euros”, adiantou a força policial.

Além das raspadinhas, os arguidos apoderavam-se “de todo o dinheiro” das caixas registadoras dos estabelecimentos comerciais que assaltavam, disse esta força policial. A PJ realçou que os suspeitos, acusados de roubo agravado, “faziam desta atividade modo de vida e, através dos proventos assim obtidos, adquiriam droga para consumo pessoal”.