A Autoridade Nacional de Proteção Civil vai enviar ao Ministério Públicos os resultados do inquérito sobre as circunstâncias em que foi prestado o socorro no acidente da A12, em dezembro de 2015, anunciou esta terça-feira o Ministério da Administração Interna.

“A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) extraiu certidão integral do processo e remeteu ao Ministério Público”, refere o Ministério da Administração Interna (MAI), em comunicado.

A 02 de dezembro de 2015, um acidente que envolveu 15 viaturas ligeiras, um autocarro de passageiros e um motociclo causou um morto e 15 feridos ligeiros, após as portagens do Pinhal Novo, na direção da Ponte Vasco da Gama, no sentido Setúbal/Lisboa.

Após informações sobre a possível demora na assistência à única vítima mortal, uma mulher de 55 anos, que só terá sido encontrada pelas autoridades no meio dos destroços mais de duas horas depois do choque em cadeia, o MAI ordenou à ANPC a abertura de um inquérito.