O abono de família irá subir 0,5% no segundo e terceiro escalão, e o abono das crianças e jovens com deficiência terá uma bonificação de 3%, depois de o Bloco de Esquerda ter consigo aprovar propostas de alteração ao orçamento para incluir estas atualizações no documento.

No primeiro dia de votações na especialidade, o Bloco de Esquerda conseguiu ver ainda aprovadas mais propostas, algumas já com acordo público do PS, outras que ainda não se conhecia o sentido de voto dos socialistas.

Entre as “vitórias” dos Bloco, está a renovação automática do Rendimento Social de Inserção (RSI) ao fim do período de atribuição de 12 meses, o aumento do valore de referência do complemento solidário para idosos em 37 euros, colocando estes idosos acima do limiar da pobreza.

O Bloco fez ainda aprovar uma proposta tendo em vista a criação de um projeto-piloto de assistência pessoal para pessoas com deficiência dependentes da assistência de uma terceira pessoa, baseados em sistema de assistência pessoal personalizada orientada pelo utilizador e a criação de uma estratégia de combate à precariedade, que dá seis meses ao Governo para fazer um levantamento de todas as contratações no Estado e dos instrumentos utilizados para trabalhadores com vínculos precários.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR