Paulo Macedo tem o “perfil desejado” para substituir José de Matos na liderança da Caixa Geral de Depósitos (CGD), escreve nesta terça-feira o Diário Económico citando fonte governamental. O antigo vice-presidente do BCP e ministro da Saúde de Passos Coelho é uma das possibilidades mais fortes para o cargo, entre os vários nomes que têm sido falados.

O jornal financeiro indica que a sucessão de José de Matos será um dos dossiês prioritários para o ministro das Finanças, Mário Centeno, e para o primeiro-ministro, António Costa, assim que for aprovado o Orçamento do Estado para 2016. 

Paulo Macedo, cuja “grande experiência bancária” é elogiada por fonte do setor financeiro citada pelo Diário Económico, poderá ser nesta altura o nome mais forte. Outros nomes que têm sido avançados na imprensa incluem Carlos Costa Pina, ex-secretário de Estado do Tesouro que agora está na Galp, António Ramalho, atual presidente da Infraestruturas de Portugal e outrora, também, no BCP, e Fernando Teixeira dos Santos, ex-ministro das Finanças.