O ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva mobilizou nesta quarta-feira os sindicatos contra o “golpe de Estado” institucional que segundo a esquerda no poder visa a sua herdeira e chefe de Estado, Dilma Rousseff, ameaçada de destituição pelo parlamento.

Ao recuperar o seu passado de líder sindical, o “ícone” da esquerda brasileira convocou para São Paulo um encontro nacional com sindicalistas, a base decisiva do eleitorado do Partido dos Trabalhadores (PT, no poder), “em defesa da democracia”.

Em plena recessão económica, o Brasil, gigante emergente da América Latina, atravessa uma crise política histórica, agravada pelo mega escândalo de corrupção Petrobras. A empresa é, há mais de dois anos, o ponto central de uma investigação policial que descobriu a maior rede de corrupção do Brasil, operada por agentes do mercado financeiro, ex-funcionários públicos, construtoras e políticos.

A petrolífera estatal, a mais importante empresa do país, gere a maior parte da produção do petróleo brasileiro, além de ser responsável pela geração de milhares de empregos.

Desde que foi reeleita em 2014, a Presidente brasileira, Dilma Rousseff, enfrenta uma forte oposição política e popular porque há membros do Partido dos Trabalhadores (PT) que estão a ser investigados e denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da operação Lava Jato.

A crise aumentou recentemente com a divulgação de denúncias contra Lula da Silva, padrinho político de Dilma Rousseff, que teria sido supostamente favorecido por empreiteiras ligadas aos esquemas de desvio de dinheiro da Petrobras.

A revelação colocou o país em grande agitação, já profundamente abalado por uma grave crise económica. O envolvimento de Lula no caso desencadeou também uma onda de protestos contra o governo, que mobilizou mais de 6 milhões de brasileiros no último dia 13.

A Lava Jato ganhou notoriedade em março de 2014, depois de as autoridades terem prendido ‘doleiros’ (operadores do mercado paralelo de câmbio) envolvidos em movimentações financeiras numa rede de postos de combustíveis em Curitiba.