O jornal britânico The Independent fechou este sábado as portas da sua edição em papel, passando a dedicar-se em exclusivo à edição online. A decisão já tinha sido anunciada em fevereiro, na sequência de uma diminuição continua das vendas. “Os leitores mostram que o futuro é o digital”, disse na altura o proprietário do jornal Evgeny Lebedev.

Com cerca de 60 mil exemplares vendidos por dia o The Independent era o diário britânico com as vendas mais baixas no Reino Unido.

No editorial desta última edição, a direção do Independent diz que se trata do fim de “um capítulo”, mas que outro capítulo começa agora. “E o espírito do The Independent continuará a florescer”. Só a história irá provar como a extinção da edição em papel é “um exemplo para outros jornais no mundo seguirem”, continua a ler-se.

Criado em 1986, o Independent fazia este ano 30 anos de existência. Para a história deixou várias capas arrojadas. Recordamos algumas das mais emblemáticas na fotogaleria (em cima).